Clube de Leitura do Memorial da América Latina discute conto do escritor uruguaio Mario Benedetti

Foto: Divulgação/Memorial da América Latina

O Clube de Leitura Ler a América Latina apresenta o conto “O dezenove”, do escritor uruguaio Mario Benedetti, no segundo encontro da temporada, que tem como tema a virada do milênio. A conversa será dia 7 de maio, às 10h.

Mario Benedetti é considerado um dos mais importantes escritores uruguaios da atualidade. Possui vasta obra e conquistou diversos prêmios e honrarias. O conto “O dezenove” integra o livro Antologia pan-americana: 48 contos contemporâneos do nosso continente, organizado por Stéphane Chao (Record, 2010).

No primeiro encontro, em abril (9), a conversa foi sobre o conto “História sem moral”, do escritor boliviano Edmundo Paz Soldán. Em junho (4), o texto escolhido é “Estranha, bela flor matinal”, do panamenho Enrique Jaramillo Levi. Para encerrar o ciclo, em julho (2), foi selecionado o conto “A festa no mar”, da escritora paraguaia Delfina Acosta.

Os encontros acontecem sempre aos sábados, por meio da plataforma Zoom, das 10h às 11h30. O link para acessar os contos do projeto será disponibilizado aos inscritos dias antes dos eventos.

A quarta edição do Clube de Leitura Ler a América Latina tem como tema “Literatura contemporânea latino-americana: a virada do milênio”. A proposta do ciclo é discutir o que significa mudar, baseando-se na virada do século, que motivou tantos questionamentos, inclusive na literatura, como: qual o papel do passado para o presente e para o futuro? O que virá?

Todos os encontros deste semestre terão mediação de Eduardo Vilalon, graduado em Filosofia, Ciências Sociais e Letras.

O link para acessar a plataforma será enviado aos participantes por e-mail antes de cada encontro. Haverá emissão de certificado (frequência mínima de 75%). As inscrições devem ser feitas por meio de formulário online, no link: https://forms.gle/JHR6yLNf5gnVVta5A

Sobre Mario Benedetti
Nascido em Paso de los Toros, Uruguai, em 1920, Mario Benedetti é dono de vasta produção literária, que inclui poesia, contos, novelas e romances. Integrante da chamada Geração de 45, à qual pertencem também os escritores Idea Vilariño e Juan Carlos Onetti, sagrou-se mundialmente famoso com a novela A Trégua (1960). Exilado político, morou na Argentina, Peru, Cuba e Espanha.

Ao longo dos anos, conquistou inúmeros prêmios e honrarias e teve seus livros traduzidos em várias línguas. Sua obra traçou uma ponte entre o real e a ficção e retratou como poucos a vida latino-americana vista sob a perspectiva de seu pequeno e próspero país. Morreu em Montevidéu, em 2009, aos 88 anos. A Revista Nossa América número 56 fez homenagem ao centenário do escritor, em 2020, com a publicação de dois artigos, poemas e fotos e pode ser lida no link: https://memorial.org.br/wp-content/uploads/2020/09/Nossa-Am%C3%A9rica-56_2020.pdf

O Clube de Leitura

O Clube de Leitura Ler a América Latina é um projeto do Memorial da América Latina, realizado por meio do Centro de Estudos Brasileiros da América Latina (CBEAL), que tem o objetivo de fomentar a discussão sobre literatura latino-americana. Já foram temas do programa “Literatura Fantástica”, “Mulheres Contam” e “Zooliteratura”.

A atividade também está relacionada com a Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU), que prevê 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), especificamente ao Objetivo 4: “Assegurar a educação inclusiva, equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos” (https://nacoesunidas.org/pos2015/agenda2030/).

Programação

7 de maio
“O dezenove”, Mario Benedetti (Uruguai)

4 de junho
“Estranha, bela flor matinal”, Enrique Jaramillo Levi (Panamá)

2 de julho
“A festa no mar”, Delfina Acosta (Paraguai)

Serviço:
Clube de Leitura Ler a América Latina
Dias 7/5, 4/6 e 2/7, às 10h
Plataforma: Zoom (link enviado antes de cada encontro)
Inscrições: https://forms.gle/JHR6yLNf5gnVVta5A
Certificados: frequência mínima de 75% dos encontros do ciclo

- PUBLICIDADE -