Osvaldo Nico Gonçalves assume cargo de delegado-geral da Polícia Civil

Foto: Polícia Civil

O delegado Osvaldo Nico Gonçalves assumiu o cargo de novo delegado-geral da Polícia Civil, na tarde desta quarta-feira (27), na sede da Delegacia Geral de Polícia, no centro da Capital. A troca de comando foi determinada pelo governador do Estado, Rodrigo Garcia, que prestigiou a solenidade ao lado do secretário da Segurança Pública de São Paulo, general João Camilo Pires de Campos.
“O Nico é um policial operacional, de rua, que conhece tudo sobre a Polícia Civil de São Paulo e que vai ter papel fundamental aqui no estado”, destacou Garcia ao falar sobre os desafios no combate à criminalidade. “O senhor chegou aqui pela sua história e compromisso com a Instituição e a população de São Paulo”, complementou o titular da SSP, ao falar do novo delegado-geral.
O novo chefe da Polícia Civil deixa o cargo de diretor do Departamento de Operações Policiais Estratégicas (Dope), assumido em 2019, para encarar o novo desafio, que até então era enfrentado pelo delegado Ruy Ferraz Fontes, que ocupou a posição desde o dia 1º de janeiro de 2019 e agora irá chefiar o Dope.
“Cumprimento o dr. Ruy pela sua gestão. O senhor deu vida à sua vocação e ajudou a escrever uma história diferente para a Polícia Civil de São Paulo”, disse o general Campos ao antigo delegado-geral, pontuando as conquistas da Instituição nesses três anos e quatro meses, como os avanços em tecnologia.
Com 65 anos, o novo delegado-geral ingressou na Polícia Civil paulista em 1979, como investigador, mas foi como delegado de polícia que se destacou pela experiência na rua no combate à criminalidade.
Ao longo da sua trajetória, o dr. Nico foi o fundador do primeiro Grupo de Operações Especiais (GOE) e chefiou as equipes do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC), Grupo Armado de Repressão a Roubos (GARRA) e do Grupo Especial de Resgate – GER (DEIC), unidade especializada na soltura e livramento de reféns.
Somado a isso, foi delegado de polícia na Capital, estando à frente de grandes eventos, como a visita do Papa em 2007 e a Copa do Mundo de 2014. Nico assumiu o comando do Dope em 2019.
“Estou muito motivado. É como se fosse o meu primeiro dia de polícia. O trabalho aqui é árduo, mas eu vou agarrar com unhas e dentes. Vou defender essa Instituição a qual sou apaixonado”, enfatizou o novo delegado-geral durante sua posse.

- PUBLICIDADE -