Guarulhos está abaixo da meta de vacinação contra sarampo

Foto: Divulgação/PMG

Guarulhos vacinou 45,6% da população infantil contra o sarampo, quantidade abaixo da meta de cobertura do município, que prevê a imunização de, pelo menos, 95% das crianças com idade inferior a cinco anos. Até a última terça-feira (19), segundo os dados do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SIPNI), a cidade havia aplicado 41.729 doses do imunizante contra a tríplice viral, que protege também contra a caxumba e a rubéola.

A imunização contra o sarampo, bem como a caxumba e a rubéola, pode ser realizada durante o ano inteiro, nas 68 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) da cidade. É aconselhado que todas as crianças menores de cinco anos sejam devidamente vacinadas, visto que o sarampo é uma doença infecciosa, que pode ser fatal e afeta principalmente essas faixas etárias, tendo como única forma de prevenção a vacinação. Neste ano, a campanha foi feita em conjunto com a influenza.

Nos últimos dois anos, a vacinação contra a doença se manteve baixa em Guarulhos. Em 2020, considerando que a estimativa populacional de um ano foi de 21.219, 90,46% do público alvo foi vacinado, representando um total de 19.843 crianças, enquanto em 2021, quando a estimativa foi de 20.479, foram vacinadas 82,41% delas, sendo 17.415 imunizadas.  

Apesar da baixa adesão a vacinação, Guarulhos não registrou nenhum caso confirmado de sarampo, caxumba ou rubéola desde o ano passado. Em 2020 foram somados 37 casos. Nos últimos três anos não foram registrados óbitos em decorrência das doenças.

A imunização com a tríplice viral é feita em duas etapas. Pais de responsáveis devem levar as crianças para tomar a primeira dose com um ano de idade, enquanto a segunda é feita com 15 meses. Neste ano, considerando que a estimativa da população de um ano é de 19.175 crianças, 12.571 delas ainda não foram levadas a uma das UBSs para realizar a vacinação.

- PUBLICIDADE -