Estelionatários se dizem funcionários do HMU para aplicar golpe

Um grupo de estelionatários, que se passam por funcionários do Hospital Municipal de Urgências (HMU), está aplicando golpes em familiares dos pacientes internados. Por meio de um telefonema, os criminosos solicitam dinheiro para a realização de exames e procedimentos, alegando que estes não têm cobertura pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Segundo a Secretaria da Saúde do município, os hospitais da cidade não realizam contato telefônico com responsáveis por pacientes internados, para solicitar depósito bancário ou transações financeiras de qualquer natureza. A pasta esclareceu que todos os atendimentos e procedimentos oferecidos nos serviços municipais de saúde são gratuitos e feitos exclusivamente pelo SUS.