Comissão aprova continuidade do relatório de impeachment

A Comissão Especial aprovou nesta quinta-feira a continuidade do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Com isso, agora a decisão irá para o plenário, ou seja, será decidida pelos senadores. Foram ao todo 14 votos pelo prosseguimento do impeachment, contra cinco votos contrários.

Na próxima terça-feira, 9, o relatório será analisado pelo plenário, no qual nesta próxima etapa teremos uma votação se a presidente se torna ré de fato, contando com aprovação simples do plenário, ou seja, 41 votos dos 81 senadores, e diante da votação, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, marcará a data para o julgamento final.

Antes da votação, 22 senadores falaram por cinco minutos em uma sessão que durou quase três horas.

O único que não compareceu a sessão foi o senador Wellington Fagundes (PR-MT), alegando motivos pessoais. Outro que também não votou, foi o presidente da comissão, Raimundo Lira (PMDB).

Reportagem: Ulisses Carvalho