Polícia prende suspeitos de matar e ocultar cadáver de idosa em tambor

A Polícia Civil prendeu três suspeitos de matar e ocultar o cadáver de uma idosa num tambor de ferro nesta semana. As prisões ocorreram entre sexta-feira e ontem, em Cidade Tiradentes (zona leste) e Itaquaquecetuba (Grande SP).

Entre os acusados estão a cuidadora da vítima, Isaltina Machado, o filho da idosa Rubens Jesus do Damião e o filho da cuidadora Fábio Machado da Cunha. O corpo foi encontrado na casa da vítima, a aposentada Silas Morellis, de 84 anos.

Segundo o delegado Wagner Coimbra Terribelli, o cadáver foi encontrado na terça-feira (2), na Estrada do Sacramento, na região do Pimentas. A polícia chegou ao local após um taxista registrar um boletim de ocorrência no 4° DP (Pimentas). Ele fazia compras para a idosa.

Na última quinta-feira (4), uma testemunha foi à delegacia e disse que tinha encontrado o corpo. A residência estava fechada e sem sinais de arrombamento. A polícia precisou chamar um chaveiro para abrir a porta. Havia uma espécie de poço no local onde estava localizado o tambor.

Logo em seguida, o Corpo de Bombeiros foi acionado para abrir o tambor onde se localizava o corpo em estado avançado de decomposição e enrolado num cobertor.Na ocasião, os policiais perguntaram a Rubens se ele tinha visto alguma coisa. Ele negou e disse que “não tinha visto nada”.

Além disso, o suspeito era usuário de drogas e não podia chegar perto da mãe. Todos os suspeitos serão indiciados por homicídio qualificado por motivo torpe. Segundo a polícia, depois que a vítima desmaiou, Fábio e Isaltina enfiaram remédios em sua boca e a colocaram no tambor, cobrindo com cimento, cal e entulho. A dupla teria dito que ajudou o filho a matar a idosa porque queria ficar com a casa. Os suspeitos não apresentaram advogados.

Reportagem: Leticia Lopes