CBF vai pagar premiação de R$ 12 milhões pela conquista do ouro

No sábado,20, a seleção brasileira se consagrou campeã olímpica de futebol pela primeira vez em sua história no futebol masculino. A vitória, veio apertada, após um empate no tempo normal e na prorrogação pelo placar de 1×1, a seleção bateu a Alemanha nos pênaltis pelo placar de 5×4. Nesta segunda-feira,22, a CBF amanheceu enfaixada com a medalha olímpica de ouro da seleção, além do anúncio oficial da premiação de R$ 12 milhões para os integrantes da seleção.

Ao todo, dos R$ 12 milhões, R$ 9 milhões serão destinados aos 18 jogadores da seleção como premiação da medalha de ouro, com um valor de R$ 500 mil para cada jogador, e o restante do dinheiro, R$ 3 milhões serão divididos entre a comissão técnica, dados do site Folha de São Paulo.

Em 2012, a seleção brasileira acabou perdendo a final para a seleção mexicana, e naquela época, a premiação estava em aproximadamente R$ 300 mil, porém, como não conquistaram o título, acabaram ficando com a medalha de prata e sem nenhuma bonificação.

Enquanto isso, o COB( Comitê Olímpico Brasileiro) determinou que qualquer atleta que conquistasse uma medalha, independente de ser ouro, prata ou bronze, iria levar R$ 35 mil, além de uma premiação da federação de seu esporte, e o bicho para esportes coletivos, seria em torno de R$ 17,5 mil.

O recordista brasileiro de medalhas olímpicas, Isaquias Queiroz, receberá ao todo pelas três medalhas e premiação da Confederação Brasileira de Canoagem, R$ 132 mil.

O jornal Folha de São Paulo ainda revela o número de arredação da CBF, que durante o ano passado obteve um lucro de R$ 75 milhões, 42% acima dos R$ 51 milhões registrados em 2014.

Reportagem: Ulisses Carvalho