Audiência no TRT termina sem acordo e ação do sindicato deve ir a julgamento

O Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região participou na tarde desta terça-feira (23) da audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), em São Paulo, que pleiteia a anulação das demissões em massa na Corona, na região de Bonsucesso. Após décadas na cidade, a empresa fechou sua unidade dia 12 e demitiu todos os seus trabalhadores. A reunião terminou sem acordo, frente à intransigência da empresa em reconsiderar as demissões.

A Corona acenou apenas com a possibilidade de dar preferência aos demitidos em eventuais contratações em outras plantas do grupo, controlado pela holding Duratex. Segundo secretário-geral do sindicato, Célio Ferreira Malta, que compareceu à audiência com uma comissão de 12 trabalhadores, o jurídico manterá a pressão a fim de assegurar todos os direitos trabalhistas. “A empresa foi unilateral e radical na hora de demitir. Não houve qualquer aviso ou negociação”, disse. A Justiça deu dez dias para a Corona apresentar defesa. Após esse prazo, se não houver um recuou patronal, o julgamento da ação deve ser marcado.