Ruas sem lombadas causam acidentes a motoristas e pedestres

Colisões entre veículos e acidentes com pedestres acontecem com frequência entre as ruas Jacarezinho e Rio Negro, na região da Cidade Soberana. Moradores afirmam que o motivo é a falta de lombadas físicas, as chamadas ondulações transversais.

“Os carros passam em alta velocidade e isso pode causar acidente graves. Eu já tentei entrar em contato por telefone com a Secretaria de Transportes e Trânsito (STT), mas não obtive resposta”, disse o aposentado Jair Ribeiro de Souza, de 66 anos.

Ao chegar ao cruzamento das duas vias, os motoristas chegam a invadir a calçada para realizar ultrapassagens. “Os motoristas apressados preferem invadir as pistas contrárias e calçadas para garantir a passagem. Quem está logo atrás deve desviar”, afirmou a comerciante Camila de Souza, de 45 anos.

Segundo o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran), o motorista que cometer a infração de excesso de velocidade superior à máxima permitida em mais de 50% será punido com sete pontos na CNH e multa de R$ 574,62.

De acordo com o Conselho Nacional de Trânsito (Contran), a ondulação transversal pode ser utilizada em locais onde se pretenda reduzir a velocidade do veículo e nos casos onde há grande circulação de pedestres.

Ainda segundo o Contran, as lombadas devem ser colocadas se a sinalização viária existente se mostrou ineficaz para redução da velocidade e se demonstram índice significativo ou risco potencial de acidentes. Questionada sobre os problemas, a Prefeitura de Guarulhos não se manifestou até a conclusão desta edição.

Reportagem: Leticia Lopes

Foto: Ivanildo Porto