Os passageiros do GRU Airport – Aeroporto Internacional de São Paulo têm ainda dez dias para aproveitar o acesso gratuito ao aplicativo Bancah, que funciona como uma banca de revista digital. Após fazer o download do Bancah no tablet ou smartphone, o usuário passa a ter acesso ao conteúdo de mais de 40 revistas, incluindo a vasta quantidade de títulos da editora Abril, por exemplo.

Para ter acesso gratuito e ilimitado ao conteúdo do aplicativo, basta baixar o aplicativo na App Store ou Google Play e acessar o aplicativo em um dos dez aeroportos selecionados, que juntamente com o de Guarulhos são: Aeroporto Internacional de Viracopos (Campinas), Aeroporto Santos Dumont (Rio de Janeiro), Aeroporto do Galeão (Rio de Janeiro), Aeroporto de Congonhas (São Paulo), Aeroporto Internacional de Brasília (Brasília), Aeroporto Internacional de Confins (Belo Horizonte), Aeroporto Luis Eduardo Magalhães (Salvador), Aeroporto Internacional Salgado Filho (Porto Alegre) e Aeroporto Internacional do Recife / Guarapés (Recife).

“O Bancah é uma forma de ampliar as possibilidades de leitura daqueles que gostam de revista, já que o aplicativo oferece uma vasta gama de exemplares, seja de entretenimento, economia, curiosidades, saúde e bem-estar, entre outros. Decidimos inserir o Bancah desses aeroportos gratuitamente para levar entretenimento e informação às pessoas que costumam passar muito tempo no aeroporto aguardando seus voos e escalas”, conta o CEO da Verisoft, empresa que desenvolvedora do serviço, Vitor Lisboa.

O Bancah Free funciona por geolocalização via GPS, não sendo necessário nenhum tipo de comunicação com os aeroportos onde a campanha está disponível. Para que o modo gratuito funcione é preciso aceitar a permissão de geolocalização quando solicitada pelo aplicativo.
Os títulos estão disponíveis em uma multiplataforma e podem ser lidos em smartphones e tablets Android e iOS. “Além das edições atuais que podem ser baixadas semanalmente ou mensalmente, de acordo com a periodicidade do veículo, o usuário pode inclusive acessar edições mais antigas e especiais”, complementa Lisboa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here