A Casa das Rosas, Margaridas e Beths já atendeu, entre janeiro e agosto deste ano, 451 mulheres vítimas de violência. No total foram realizados 1.509 atendimentos, isso porque muitas mulheres precisam de mais de um atendimento. Desde que foi fundada, em 2002, a Casa das Rosas já atendeu a mais de oito mil mulheres vítimas de algum tipo de violência.

A casa é um Centro de Referência de Atendimento às Mulheres em Situação de Violência Doméstica, estrutura que atende a mulheres entre 18 e 60 anos, prestando acolhimento, acompanhamento psicossocial e orientação jurídica. O objetivo desse serviço é contribuir para que as mulheres rompam com a situação de violência na cidade e promover a igualdade de gênero.

A psicóloga Fernanda Coimbra dos Santos, que trabalha na Casa das Rosas, esclarece que o tempo de acompanhamento depende de cada pessoa e que há também um longo trabalho de conscientização. Inicialmente, a vítima de violência passa por uma sessão com psicólogo e assistente social para que se conheça sua história e que seja identificada o tipo de agressão que a pessoa sofre. “Às vezes, as mulheres agredidas não sabem exatamente o que buscam. É importante identificar o que elas precisam e o tempo de acompanhamento vai depender de cada caso e da melhora”, diz.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here