Contra a PEC 241, estudantes ocupam Câmara de Guarulhos

Um grupo de estudantes secundaristas de diversas escolas públicas e universitários da Unifesp ocupou o plenário da Câmara Municipal na tarde de ontem. Eles protestam contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 241, em análise no Congresso, e as reformas na educação feitas pela União chega às instituições federais.
Conhecida como a PEC do Teto dos Gastos Públicos, ela estipula limite para despesas primárias federais nos próximos 20 anos e irá congelar investimentos públicos em diversas áreas, afetando diretamente setores como a educação, a segurança e a saúde.

Diversos locais foram ocupados em todo o país em protesto as medidas. Em Guarulhos, os alunos entraram no plenário enquanto o vereador Eduardo Barreto (PCdoB) fazia uso da tribuna. Os trabalhos chegaram a ser suspensos, no entanto, o vereador Laércio Sandes (DEM), que presidia os trabalhos no momento, encerrou a sessão alegando falta de segurança.

A Guarda Civil Municipal (GCM) chegou a ser chamada, mas os próprios parlamentares descartaram a intervenção dos guardas, impedindo que fosse usada a força na tentativa de retirá-los.
Ato – O Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública Municipal de Guarulhos (Stap) convoca todos os servidores para participar de ato contra a PEC 241 na próxima segunda-feira (24), na Praça Getúlio Vargas, a partir das 18h. No mesmo dia, protestos ocorrerão nas principais capitais do país, entre elas Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro, todas no mesmo horário.

“O Sindicato é contra a PEC 241 e denuncia seu caráter neoliberal. Vamos participar ativamente das ações e impedir que o Congresso não se dobre ao governo golpista e ao capital internacional, por meio do enfraquecimento do Estado e dos serviços públicos”, destacou o presidente Pedro Zanotti Filho.

Reportagem: Rosana Ibanez
Foto: Vera Jursys