Em ato público, sindicalistas de Guarulhos defendem Justiça do Trabalho e direitos

Cerca de 200 sindicalistas de Guarulhos, de diversas categorias, realizaram ato na última sexta-feira (21) em defesa da Justiça do Trabalho e das conquistas trabalhistas. A manifestação aconteceu na praça Getúlio Vargas, Centro. Para o presidente em exercício do Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região, Josinaldo José de Barros (Cabeça), o protesto reforça a resistência da classe trabalhadora ante ataques do governo federal e de setores patronais. “O governo corta recursos dos Tribunais Trabalhistas porque quer enfraquecer os setores do Estado que protegem os trabalhadores. Mas nós estamos atentos e não vamos aceitar agressões”, disse.

Criada em 1934, por Getúlio Vargas, a Justiça do Trabalho resolve problemas nas relações de trabalho e garante respeito a direitos. Cabeça ressalta: “As reformas que o governo está tentando impor são pra escravizar o trabalhador. Temer quer desmontar as conquistas da Constituição e da CLT”. Após o ato na praça, os sindicalistas se dirigiram à Justiça do Trabalho, na avenida Tiradentes, onde entregaram Carta Aberta à juíza da 2ª Vara, dra. Maria de Fátima Alves Rodrigues Bertan. Além dos Metalúrgicos de Guarulhos e São Paulo, participaram Servidores de Guarulhos, Têxteis, Alimentação, Aposentados e Condutores.