Incidência de raios aumenta 6% nos últimos dois anos no município

Guarulhos registou elevação de 6% no número de raios na cidade no período de janeiro a outubro deste ano. Segundo informações do Grupo de Eletricidade Atmosférica (Elat) divulgados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), nessa semana, a incidência de descargas elétricas em 2016 foi de 3.721, número superior aos 3.502 registrados no mesmo período do ano passado.

Segundo os dados do instituto, em média, a incidência de descargas atmosféricas no município é de dez raios por dia. A semana de 15 a 20 de outubro foi o período com maior caos de raios na cidade, com 233 descargas atmosféricas ante os 133 relâmpagos e trovões no mesmo período de 2015. No entanto, o Elat considerou que o aumento de incidência das descargas elétricas, em relação ao ano passado, não foi significativo.
Outro resultado que o levantamento revelou é que Guarulhos permaneceu na mesma posição no ranking estadual das cidades. A densidade de raios atingiu 11,67 por km² no ano.

Com esse resultado, o município que no ano passado ocupava a 11ª colocação, hoje ainda permanece na mesma posição. Já no ranking nacional, a cidade está ainda na 358ª posição do levantamento.

Guarulhos apresenta um índice alto de descargas atmosféricas, segundo o Elat. “O município é umas das cidades no Estado de São Paulo que recebe mais raios por km²”, afirmou a assessoria de imprensa do Elat.
O Brasil é o país com maior incidência de raios no mundo, com 100 milhões de descargas atmosféricas por ano. Uma pesquisa do Elat sobre mortes por raios apontou que são cerca de 20 mil de raios caem atualmente no Estado de São Paulo.

Reportagem: Leticia Lopes