Guarulhos é campeã em desmatar a Mata Atlântica no estado de São Paulo

Parque Estadual Carlos Botelho

Guarulhos foi o município paulista que mais desmatou a Mata Atlântica entre 2014 e 2015, com a eliminação de 12 hectares (aproximadamente a área de 12 campos de futebol) de floresta nativa. Isso é o que mostra o Atlas dos Municípios da Mata Atlântica, lançado pela Fundação SOS Mata Atlântica e pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), divulgado nesta sexta-feira (2).

A cidade é seguida por Ferraz de Vasconcelos, com desmatamento de 11 ha; Paranapanema, 9 ha; São Paulo, 5 ha; e Itapevi e Juquitiba, ambas com desmatamento de 4 ha. No sentido inverso, Boa Esperança do Sul foi a cidade que mais conservou o seu bioma, com 87,6% do total natural preservado. Esses são os principais destaques do Estado de São Paulo no levantamento da ONG.

Neste ano, em que a SOS Mata Atlântica comemora seu 30º aniversário, o estudo mapeou os 100 municípios que mais desmataram o bioma entre 1985 e 2015. Nessa classificação, o Estado de São Paulo é berço de seis dos 100 municípios que mais desmataram durante o período. A área total desmatada por essas cidades é de 33.719 mil hectares, ou cerca de 337 quilômetros quadrados, o que corresponde ao espaço do Município de Ilhabela.

“O Atlas dos Municípios é extremamente importante, pois traz um balanço de quais estados e municípios têm dado o devido valor à preservação das florestas nativas e do meio ambiente. Nesta edição, por meio do levantamento de 30 anos, conseguimos mapear a situação das cidades e esperamos que esse Atlas contribua para incentivar os novos governantes a conservarem a Mata Atlântica”, disse a diretora-executiva da SOS Mata Atlântica, Marcia Hirota.

Atlas – O balanço de 30 anos do Atlas da Mata Atlântica mostra que as regiões Sul e Sudeste têm a maior quantidade de municípios entre os 100 que mais desmataram o bioma. Juntos, os estados do Paraná (40), Rio de Janeiro (13) e Santa Catarina (11) responderam por 64% desse ranking. A Bahia tem 10 cidades no levantamento dos 100 municípios que mais desmataram a Mata Atlântica em 30 anos, seguida por Minas Gerais (9), São Paulo (6), Mato Grosso (4), Espírito Santo (3), Piauí (2) e Rio Grande do Sul (2).

O ranking dos 10 maiores desmatamentos entre 1985 e 2015 é liderado pelo Paraná, com cinco cidades, seguido pelo Rio de Janeiro (2), Bahia (2) e Santa Catarina (1). Juntas, as 10 cidades desse ranking desmataram 169.858 hectares (1.698,58 quilômetros quadrados), área um pouco maior do que a da capital de São Paulo (1.522,9 km²).

Reportagem: Rosana Ibanez
Foto: Ivanildo Porto