Concessionária demite 200 funcionários do Aeroporto de Cumbica

A Concessionária do Aeroporto Internacional de Guarulhos S.A., que administra o GRU Airport – Aeroporto Internacional de São Paulo, em Cumbica, iniciou um processo de demissão dos funcionários que trabalham no maior terminal da América Latina.
Segundo o Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina), desde a última quarta-feira (1°) foram demitidos 200 funcionários, de um total de 1.400 trabalhadores. Somente no Terminal de Cargas, mais de 40 aeroportuários foram dispensados.

“Não houve acordo. São 200 famílias na rua da amargura. O trabalho desenvolvido hoje pela empresa é de assédio moral, porque ela tinha como compromisso trazer emprego e desenvolvimento e agora ela argumenta que diminuiu o número de passageiros”, afirmou um dos diretores do sindicato, Samuel Santos.
O Sina pretende questionar as demissões em massa no aeroporto junto à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e ao Ministério dos Transportes, e pedir uma auditoria da agência com o intuito de verificar se essa redução de mão de obra não comprometerá a segurança operacional no terminal. Também denunciará as demissões em massa ao Ministério Público do Trabalho, à Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE), e não descarta entrar na Justiça contra a concessionária.
Questionada a concessionária informou que não irá comentar sobre esse assunto.

Reportagem: Rosana Ibanez
Foto: Ivanildo Porto