Prefeitura efetua repasse e funcionários do Hospital Pimentas recebem o atrasado

Os funcionários do Hospital Pimentas-Bonsucesso receberam a metade do salário que estava atrasada, após a prefeitura efetuar um repasse no valor de R$ 5,5 milhões para a administradora do hospital, a Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM). O salário foi depositado nesta terça-feira (31), após ameaça de greve realizada pelos funcionários.

A prefeitura informou o repasse da verba através do Diário Oficial desta terça-feira (31), alegando que a falta de pagamento iria prejudicar a continuidade do atendimento, e a população do município. Além do Hospital Pimentas-Bonsucesso, outro repasse efetuado foi para a Policlínica Paraíso, que possui uma gestão compartilhada no regime de cooperação entre a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) São João e Maria Dirce, no valor de R$ 1,9 milhão.

Apesar do pagamento, muitos funcionários reclamam que não receberam os juros sobre o atraso salarial, e após reunião da SPDM com os trabalhadores, a administradora revelou que irá cobrar os juros da Prefeitura de Guarulhos.
Um funcionário do hospital que preferiu não se identificar revelou ao HOJE, que o repasse da prefeitura para a SPDM é de R$ 7 milhões mensais para cobrir todas as despesas. No entanto, neste último repasse efetuado, ainda faltou R$ 1,5 milhão.

Mesmo com o pagamento, nesta quarta-feira (1º), funcionários do Hospital Pimentas-Bonsucesso compareceram na sede do Sindicato de Saúde de Guarulhos (Sindhosp) para assembleia. Durante o ato, o sindicato informou que caso não ocorra o próximo repasse para o pagamento salarial, novamente irá entrar com uma ação na justiça para a paralisação das atividades.
Outra novidade é relacionada à falta de materiais, pois funcionários alegam que as coisas começaram a melhorar nesta última terça-feira (31), com a chegada de materiais que estavam em falta, como fralda descartável, medicamentos e materiais administrativos.

O HOJE tentou entrar em contato com a presidente do Sindicato de Saúde, Eliane Pinheiro, que estava em uma reunião e não atendeu a reportagem até a conclusão desta edição. Já a Secretaria de Saúde apenas confirmou o repasse efetuado para a SPDM.

Reportagem: Ulisses Carvalho
Foto: Ivanildo Porto