Banda da GCM chega ao fim, e os guardas voltam às ruas

Depois de 10 anos a banda da Guarda Civil Municipal (GCM) encerrou as suas atividades nesta sexta-feira (3). Dessa forma os guardas que integravam o projeto terão de retornar ao efetivo e não realizarão mais os trabalhos musicais durante o horário do expediente.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP) o encerramento da mesma é necessário para que os 25 profissionais que dedicavam-se unicamente ao projeto, voltem a integrar o efetivo da GCM para patrulhamento das ruas, Unidades Básicas de Saúde e demais próprios municipais, além do atendimento às ocorrências em geral.

Em janeiro o secretário da SSP, Gilvan Passos, já havia informado a decisão que visa tão somente “disponibilizar todo o efetivo nas ruas, já que após a aprovação da Lei n° 13.022/14 que garantiu aos guardas civis do país o exercício do poder de polícia, para garantir plenamente que seja assegurada à população a sua segurança, cabe a participação efetiva da GCM nesse controle”.

Além da banda, a SSP informou que para reforçar o efetivo da GCM nas ruas, em parceria com a Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, irá requisitar os guardas que hoje se dedicam a ministrar aulas de música, informática e esportes. No entanto, a pasta ressaltou que “isso não impede que a banda se apresente, desde que os componentes não estejam em horário de trabalho”.

Reportagem: Rosana Ibanez