O prefeito Guti espera parcelar débitos com o governo federal, principalmente do INSS, e obter a Certidão Negativa de Débitos (CND) do município em 30 dias. Guarulhos deve mais de um bilhão ao governo federal e, como está inadimplente, consta no Cadin (Cadastro Informativo de Créditos não Quitados do Setor Público Federal), um banco de dados onde se encontram registrados os municípios em débito com órgãos e entidades federais.

A inscrição no Cadin impede o município de utilizar os cerca de R$ 130 milhões de repasses, que estão bloqueados, além de fazer novos convênios. A informação foi divulgada na tarde desta quinta-feira (9) após encontro do prefeito com o vice-governador, Márcio França, no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo.

A inadimplência com o governo federal acontece também com outras cidades, segundo o vice-governador. “Diversos municípios paulistas ficaram nesta mesma situação e ficam impedidos de fazer novos convênios. Guarulhos ao longo dos anos acumulou mais de um bilhão em dívidas penduradas com o Governo Federal e com o Estadual. É a típica irresponsabilidade fiscal que muitos praticaram. A vantagem é que o Guti tem boa vontade e está propondo acordos com o Governo do Estado para equalizar isto. Esta disposição do prefeito está sendo enxergada pelo governador Alckmin, mas não é uma situação simples, pois vai ter que passar pela Procuradoria,” declarou França.

“Espero regularizar a CND e o CADIN do município nos próximos 30 dias. Estes recursos represados, liberados, poderíamos investir na cidade. Pedi auxílio ao Governo Estadual para regularizar o mais rápido possível. Graças a Deus temos hoje uma boa penetração no Governo do Estado. Sempre que precisar, vamos recorrer não só a ele mas ao Federal também”, afirmou Guti.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here