Número de animais atropelados nas rodovias que cortam Guarulhos cresce 14% em 2016

O número animais atropelados nas três rodovias que cortam Guarulhos – Ayrton Senna, Fernão Dias e Presidente Dutra – apresentou crescimento de 14% no ano passado em relação a 2015. De acordo com dados fornecidos pelas concessionárias que administram as vias, foram registrados 978 casos em 2016 contra 857 em igual período do ano anterior.

O maior aumento foi observado na via Dutra que subiu de 306 casos em 2015 para 344 no ano passado. Segundo a CCR NovaDutra em sua maioria as ocorrências são relacionadas com animais domésticos de pequeno porte e apenas uma com animal de grande porte.

A Fernão Dias também registrou aumento, saindo de 306 em 2015 para 344 atropelamentos no ano passado. Na via, os acidentes ocorrem principalmente com animais de hábito noturno, como as capivaras, com maior incidência em trechos rurais e menor nos trechos urbanos de São Paulo e Contagem. Já a Ayrton Senna foi a única que apresentou queda. O número de atropelamentos caiu de 244 em 2015 para 222 em 2016, uma redução de 9% em relação ao ano anterior.

Para reduzir os números todas as concessionárias desenvolvem trabalhos específicos e de conscientização. Na via Dutra em caso de ocorrências com animais silvestres resgatados, antes de retornar ao seu habitat natural, são encaminhados ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (Cras) da Universidade do Vale do Paraíba (Univap). Além disso, a CCR NovaDutra tem apoiado as ações da Polícia Rodoviária Federal, a fim de evitar a invasão de animais de grande porte na pista.

O Grupo Arteris, que administra a Fernão Dias, dispõe de equipe e equipamentos específicos para monitorar, identificar e retirar animais da pista. Além disso, a concessionária realiza campanhas de conscientização sobre a preservação da vida animal, para moradores próximos a rodovia e motoristas.
Já a Ecopistas mantém o projeto Segura o Bicho, destinado à orientação sobre os cuidados com animais no entorno das rodovias. A iniciativa consiste em visitas às comunidades localizadas às margens do corredor Ayrton Senna/Carvalho Pinto, nas quais colaboradores da concessionária dão orientações sobre manutenção de cercas e a importância de se manter animais seguros para que não provoquem acidentes na pista.

Adoção de cães e gatos tem aumento 20% no ano passado

O número de animais adotados pela população, por intermédio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) da prefeitura, apresentou crescimento de quase 20% no ano passado em relação a 2015. Segundo dados da Secretaria da Saúde, em 2016 foram registradas 316 adoções (sendo 181 de cães e 135 de gatos) contra 267 contabilizadas no ano anterior (sendo 148 de cães e 119 de gatos).

O CCZ realiza, sempre no terceiro domingo de cada mês, a Feira de Adoção de Animais. Todos os bichos disponibilizados, adultos e filhotes, são castrados, microchipados, medicados contra vermes e estão sempre com todas as vacinas em dia. A adoção é totalmente gratuita e a única exigência é que o interessado goste de animais, seja maior de 18 anos, apresente documento de identidade, CPF e comprovante de residência.