Foram duas ações distintas na fila do check-in de voo com destino a Addis Ababa na Etiópia. A primeira prisão foi de uma boliviana, 37 anos, que carregava 3 grandes malas. Os policiais, após a inspeção dos documentos e realização de entrevista, desconfiaram do nervosismo da passageira e, ao verificar as malas, notaram que as hastes dos puxadores não se retraiam completamente. Um dos policiais fez um pequeno furo em uma das hastes e encontrou a droga. Os exames periciais identificaram mais de 2 Kg de cocaína distribuídos nos 6 canos dos puxadores.

A outra prisão foi de uma mulher nigeriana, 33 anos, que ingressou no Brasil beneficiada pela Lei do Refúgio. A passageira levava, oculto no fundo falso de uma mochila, mais de 2 Kg de cocaína.
As presas foram conduzidas ao presídio feminino da capital. Elas permanecerão à disposição da Justiça respondendo pelo crime de tráfico internacional de drogas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here