Ônibus do Cabuçu não recebem mais escolta, mas patrulhamento da Polícia Militar continua no local

Os ônibus da linha 251, que realiza o itinerário entre o bairro Cabuçu ao Terminal Vila Galvão, não recebeu mais escolta nesta quarta-feira, porém, o patrulhamento tanto da Polícia Militar quanto Guarda Civil Municipal (GCM), continua no local. Segundo um motorista que preferiu não se identificar, continua constante a presença da GCM na Estrada do Cabuçu, para evitar possíveis transtornos.

A situação ficou preocupante para muitos moradores, após segunda e terça-feira, os ônibus circularem com escolta, devido ao duplo incêndio nos coletivos, e a tentativa de pedrada durante a segurança-feira (20). Com o agravamento, muitos moradores faltaram no trabalho ou na escola, como foi o caso de Vera Lúcia, estudante de enfermagem. “A gente fica sem saber se deve sair com medo de não ter ônibus para voltar para casa, inclusive na segunda-feira, tive que faltar ao trabalho devido a essa confusão”, afirmou Lúcia.

A reportagem do HOJE entrou em contato com o secretário de Segurança Pública Gilvan Passos, que respondeu que houve a escolta das 12h do dia 20 às 13h desta terça-feira (21), e após esse horário, a corporação da GCM passou a realizar patrulhas nas vias pelas quais transitam os coletivos com o objetivo de evitar o vandalismo.

Reportagem: Ulisses Carvalho