Reportagem: Ulisses Carvalho
Foto: Ulisses Carvalho

No inicio da tarde desta quinta-feira (9), investigadores do 9º Distrito Policial prenderam no Jardim Lenize, dois acusados de matar e enterrar ao menos quatro homens em um cemitério clandestino, na rua Santana dos Cataguazes, no Jardim Santa Rita. Quando foram atuados, os dois homens teriam confessado que fazem parte da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). A dupla já foi presa anteriormente.

Os acusados Jefferson dos Santos Correia, 27, vulgo Morá, e Thiago Nascimento, 26, o “Shell” atuam no PCC na função de disciplina, ou seja, apuram e punem as infrações dos membros de acordo com o estatuto do grupo, segundo informações dos investigadores. A Polícia Civil informou que Correia seria um dos chefes do grupo na região, além de estar foragido desde 2011 por tráfico de drogas. Já Thiago foi apreendido, quando era menor de idade, também por tráfico.

Os policiais afirmaram que o número de pessoas envolvidas no caso ainda está sendo investigado, mas há uma possibilidade de que os dois acusados estejam envolvidos em outros cinco casos, totalizando nove crimes, todos na região do 9º DP. Com a possibilidade de mais corpos estarem enterrados no local, os investigadores devem iniciar novas buscas. As vítimas seriam integrantes de facções rivais e estupradores.

Cemitério Clandestino- Na terça-feira (7), policiais militares receberam uma denúncia anônima sobre a existência deum possível cemitério clandestino no Jardim Santa Rita. No local, uma pessoa foi detida e, posteriormente, liberada por falta de provas. Os policiais encontraram uma cova e, com apoio do Corpo de Bombeiros, realizaram escavações no local, tendo sido encontrados quatro corpos de homens, todos com mãos e braços amarrados. Os corpos estavam em adiantado estado de decomposição. Há suspeitas de que as vítimas foram espancadas até a morte.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here