Em protesto contra a reforma na previdência, Sindicato promete paralisar a circulação dos ônibus nesta quarta-feira

Reportagem: Ulisses Carvalho
[email protected]

O Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários no Transporte de Passageiros, Urbano,Suburbano, Metropolitano, Intermunicipal e Cargas Próprias de Guarulhos em Arujá e São Paulo (Sincoverg), realiza na manhã desta quarta-feira (15), uma paralisação nas linhas de ônibus municipais e intermunicipais da cidade, em protesto contra a Proposta de Emenda à Constituição 287/2016, do governo Michel Temer sobre a aposentadoria.

Nesta quarta (15), os condutores e cobradores de Guarulhos e Arujá vão cruzar os braços das 3h até 8h da manhã. A paralisação deverá afetar 99 linhas do transporte urbano da cidade.
“Somos contra essas reformas, pois afetarão diretamente a classe trabalhadora. Não aceitaremos retrocessos desse governo ilegítimo ” disse o Secretário de Organização da CNTTL e diretor do Sindicato dos Condutores de Guarulhos (Sincoverg), Wagner Menezes, mais conhecido como Marrom.

A reunião para a possível paralisação ocorreu na tarde desta última segunda-feira (13), no Sindicato dos Condutores de São Paulo. No estado, o transporte coletivo deverá ser afetado em Guarulhos, São Paulo, Arujá e Sorocaba. Além disso, os metroviários de São Paulo aprovaram uma paralisação durante todo o dia.