Preso pelo pai no Pimentas estava dopado, aponta exame toxicológico

O resultado do exame toxicológico de Armando Bezerra de Andrade, 36 anos, mostra que ele estava dopado e não estava alcoolizado. Em outubro do ano passado, ele foi encontrado em cativeiro nos fundos da casa de seu pai, suspeito de mantê-lo lá por anos, no Pimentas, em Guarulhos (Grande SP).

O exame de urina e sangue detectaram a presença da substância 7-aminoclonazepam, popularmente conhecida como Rivotril, e haloperidol (faz o bloqueio seletivo do sistema nervoso central).

O delegado Celso Marchiori, responsável pelo caso registrado no 8º DP de Guarulhos, afirma que vai estudar o resultado. “Tenho que analisar ainda. Talvez a medicação possa estar ligada às drogas do hospital em que ele está internado”. Andrade está internado na ala psiquiátrica do Hospital Bonsucesso, com esquizofrenia. Por essa razão, ele não consegue falar e explicar o que aconteceu com ele nos últimos anos.