Share
Paciente morre após esperar 14 dias por cirurgia no Hospital Geral

Paciente morre após esperar 14 dias por cirurgia no Hospital Geral

A paciente Maria Aparecida de Oliveira Andrade, 78, faleceu na noite desta segunda-feira (27)

A paciente Maria Aparecida de Oliveira Andrade, 78, faleceu às 23h na noite desta segunda-feira (27), após esperar 14 dias em busca de uma cirurgia no fêmur. A paciente deu entrada no Hospital Geral, localizado no Parque Cecap no dia 15 de março, após cair no quintal enquanto brincava com o cachorro. Durante a queda, Maria fraturou o fêmur.

Ao chegar ao hospital, segundo a família, Maria foi direto para o Pronto Socorro, mas como não havia leito suficiente, não foi possível a realização da cirurgia, e a paciente continuou no local. Enquanto aguardava o procedimento cirúrgico, ela recebeu apenas uma medicação forte, e aí começaram as primeiras complicações, como dificuldade para comer e vômito.

“Os médicos falavam que nós tínhamos que esperar dez dias porque não havia vaga e prótese. Apenas no sétimo dia levaram ela para o sétimo andar”, disse o sobrinho da vítima, Carlos Alberto. Segundo a diretoria do Hospital Geral, foi diagnosticado nesse tempo infecção respiratória e urinária na paciente, o que impedia a realização de qualquer tipo de cirurgia.

Enquanto aguardava a liberação do leito, a família revelou que mais de 20 reclamações foram efetuadas para a diretoria do hospital, e após as primeiras complicações na paciente, foi realizado uma endoscopia. “O que mais entristece a gente, é que ela foi internada por um motivo e acabou falecendo por outro, ou seja, uma série de complicações que começou neste hospital”, revelou Carlos Alberto.

Após a espera de 14 dias pela cirurgia, e sem conseguir realizá-la, Maria Aparecida de Oliveira Andrade veio a óbito às 23h desta segunda-feira (27), após sofrer uma parada cardíaca. O enterro de Maria Aparecida ocorreu nesta terça-feira (28), às 17h no cemitério da Vila Rio de Janeiro.

Nota de Posicionamento do Hospital Geral

O Hospital Geral de Guarulhos informa que a paciente em questão deu entrada na unidade no dia 15 de março e foi trazida pelo resgate do Corpo de Bombeiros após cair e sentir dores no quadril. A paciente foi prontamente atendida e submetida a exames radiológicos que confirmaram o diagnóstico de fratura de quadril. Em seguida ela foi internada para preparo pré-operatório e tratamento cirúrgico. É importante ressaltar que a paciente tem histórico de cirurgias esofágica e esofagectomia, e durante o período de internação o quadro dela evoluiu para vômitos, sendo necessário investigação diagnóstica com endoscopia, com resultado de gastrite.

Além disso também foi diagnosticado infecção urinária e respiratória, o que impedia a realização de qualquer tipo de cirurgia. Vale destacar também que a paciente recebeu toda assistência da equipe médica no leito do Pronto Socorro até o dia 25, onde ela ficou em um local chamado “Sala Vermelha”, local este equipado com aparelhos próprios de uma UTI. Assim que houve liberação de leito no andar, a paciente foi transferida. Vale ressaltar que após transferência a paciente continuou sendo assistida por equipe multidisciplinar clínica para ajudar na estabilização do quadro, que evoluiu para insuficiência respiratória devido a pneumonia, falecendo ontem, dia 27.

A unidade também esclarece que o Pronto Socorro do Hospital Geral de Guarulhos atende todos os pacientes que procuram a unidade seja por demanda espontânea, como os que são encaminhados das Unidades Básicas de Saúde, SAMU, Corpo de Bombeiros e Nova Dutra, e no primeiro trimestre deste ano registrou aumento de demanda de 35% em relação à média. A paciente em questão recebeu todo o atendimento necessário, e todos os protocolos clínicos para seu caso foram adotados pela equipe do hospital.

Reportagem: Ulisses Carvalho

Foto: Ivanildo Porto

30 Comentários neste post

  1. Ronaldo

    Aconteceu o mesmo com minha mãe só q no seisa

    Responder
  2. Anacristina santana

    Tenho uma irmã que foi internada, no HGG, no dia 27 do 12 de 2o16,com um tumor na cabêça, era muito grave, ela com 70 anos, o que deixava mais grave, mas tudo correu perfeitamente, ela ficou 48 dias. Teve alta e está se recuperando. Minha família é eu não temos o que reclamar.

    Responder
  3. Douglas

    Minha avó faleceu após 30 dias, faleceu na última sexta-feira precisou fazer a mesma cirurgia. Só foi para o centro cirúrgico com 28 dias pq de uma fratura de fêmur teve fratura exposta por conta que ficou muito confusa e desorientada por conta do descaso. #Lamentável

    Responder
  4. Jennifer

    Não e novidades eles nao liga pra pessoas idosas minha vo faleceu a 2 meses por nigricensia médica,pois o medico mesmo afirmo que foi um erro dele. Infelizmente o hospital eos medicos ja foram bons hoje em dia so vale mesmo e o salário

    Responder
  5. José Luiz

    Sou o filho dessa senhora que veio a falecer nesse hospital. Posso garantir que tudo que a direção desse medíocre hospital postou, é mentira. Estive com minha mãe na maior parte do tempo, por duas vezes tive que praticamente ameaçar médicos e enfermeiros para que alguma coisa fosse feita. E não foi só o caso da minha mãe ,vi vários descasos no mesmo quarto em que ela aguardava no PS, vi coisas absurdas acontecerem, como, uma menina entrar com pedra nos rins e ficar um dia e meio em jejum para fazer exames sem nem poder beber água, é uma comédia se não fosse trágico.As pessoas da direção desse hospital são extremamente incompetentes, isso dito por quase todos os enfermeiros, um deles inclusive, disse que, já houve paciente que entrou com o mesmo problema que minha mãe e aguardou 52 dias para a cirurgia. São um bando de incompetentes, médicos e toda direção . Vcs além de muito mentirosos são uma piada como profissionais, salvo alguns enfermeiros que inclusive receberam elogios de minha parte. Desde o segundo dia, avisei que minha mãe não estava se alimentando, tudo o que ela colocava na boca virava vômito, ela.ficou 8 dias sem conseguir engolir nada, não estou exagerando, então toda essa balela de que fizeram todos os procedimentos necessários é mentira. Posso garantir por tudo o que vi, a direção, médicos e alguns enfermeiros são extremamente incompetentes medíocres e mais do que isso desumanos .A palavra certa para o que vcs fizeram com essa senhora tem nome, do qual eu prefiro não dizer, mas tenho certeza de que o que fizeram foi um crime. Alegaram que minha mãe tinha um problema no esôfago, problema esse, que se eu nao me engano, foi sanado há duas décadas por médicos e não por gente da laia de vcs. Esse dito problema ( referencia de vcs)nunca foi interferência nenhuma na vida dela, sempre se alimentou bem, comia de tudo, pressão arterial inclusive foi elogiada por todos que por ali passaram para aferir. Então vão se reciclar não só como médicos administradores e alguns enfermeiros( falta muito pra isso) mas também como seres humanos, A vida é ação e reação

    Responder
    • VIVIANE

      JOSE SINTO MUITO PELA SUA MAE, EU ESTAVA NO DIA QUE SUA MAE FOI FAZER O EXAME DO ESTOGAMO, EU ESTAVA COM MEU PAI, E ATE FICAMOS CONVERSANDO COM VOCÊ UM TEMPO, SENTIMOS MUITO MESMO.
      DEUS CONFORTE SEU CORAÇÃO.

      Responder
  6. Marlene Ricardo Silva

    Gente quando chegar a hora, não tem jeito,Deus sabe o que faz,meu pai ficou 28 dias não tenho o que reclamar fez duas cirurgias foi um sucesso hoje está muito bem agradeço a equipe do hospital geral de guarulhos

    Responder
    • Rafael Barreto de Queiroz

      Desculpa moça. Quando chega a hora é uma coisa. Agora quando os proficional da sua de ( se é que podemos chamar assim ) antecipam. Aí é outra história.

      Responder
  7. Elaine Almeida da Silva

    eu tenho um primo que caiu no banheiro se interno e nao conseguiu fazer a cirurgia ficou dias internado e meu patrasto cai machucou o pe nessecitava de cirurgia mais nao teve sorte

    Responder
  8. Dei entrada no hgg com fortes dores nas costas eu estava gestante de 5 meses chegando lá estouraro minha bolsa e alegaro que tinha que fazer este procedimento para poder para cm minhas dores isto no dia 19 no dia 25 eu tive um aborto no hospital pq por erro dos estagiários de lá isto é um absurdo as coisas que acontecem lá quem fica internado e um descaso mt grande eles não dão medicação na hr certa pessoas que não estão Nei aí com a vida do próximo cm a dor do próximo e sim com seu dinheiro na conta

    Responder
  9. Virginia menezes

    Virginia menezes tive um mioma e fui internada nesse hospital e fui muito bem tratada e fiquei muito bem sou grata

    Responder
  10. Viviana

    Minha mãe teve um infarto, levei ela para o HGG. La ela foi prontamente atendida. Ficou internada durante 6 dias. Foi bem cuidada. Não temos o que reclamar. Mais cada caso é um caso. Não podemos julgar ninguém. Sinto muito e que Deus conforte essa família

    Responder
  11. Infelizmente,o hospital mente em sua resposta!A declaração chega a ser ridícula e parece estar falando de outra pessoa!Bandidos disfarçados de médicos foi os que atenderam ela!

    Responder
  12. Antônia Aparecida da cunha

    Eu não conheço esse hospital mais minha sobrinha cada vez que ela precisa ela corre pra lá, todo mundo fala mal do Hospital Padre Bento, fiquei um mês internada.la só tenho que agradecer aos médicos e enfermeiros desse Complexo Hospitalar

    Responder
  13. Márcio barreto

    Lamentável!! eu tive a mesma sensação qdo meu pai faleceu nesse mesmo hospital.
    Entrou sentindo uma coisa e morreu p outra.
    É o descaso c a população.

    Responder
  14. andressa

    Minha avó fez uma cirurgia de retirada de um coagolo na cabeça, a cirurgia foi um sucesso porém pegou uma infecção aonde ficou por 89 dias internada, e veio a falecer por insuficiência respiratória, embora os médicos e infermeiros sejam eficiente e prestativos as condições do hospital e precaria nesse período até medicamento tivemos que levar no nosso caso minha avó era alérgica a dipirona tínhamos que levar paracetamol além de fralda luvas pois até luva não tinha e Bem complicado msm.

    Responder
  15. Rafael Barreto de Queiroz

    Pra mim mataram ela. Uma pessoa q não tina e nunca teve problema algum de saúde. Estava ótima.
    Entra com o fêmur quebrado e sai morta.
    Negligência total. Enfermeiros despreparo dos, médicos q so encaram a nossa vida como mais um ou menos um.
    Está ridículo nossa saúde.
    O médico estuda, faz doutorado, faz juramento e cuida das pessoas com descaso.
    O maior médico do nosso país q faz as coisas de coração é o veterinário msm. Esses sim são médicos de verdade

    Responder
  16. Juliana

    Tudo mentira que o hospital falou.
    Não cuidaram dela direito,essa mulher tinha uma saúde de leão.
    Ela não tinha diabete,pressão alta…Dona Maria era forte .Hospital matou ela…eu mesmo fui reclama aí depois começaram cuida dela mais já era tarde demais.
    Aí eu te pergunto ? Esses médicos se mata de tanto estuda tem seus juramentos, faz uma coisa dessa. Lamentável!
    Infelizmente esse é o nosso País!! Isso é o Brasil.

    Responder
  17. Este hospital é nojento demais, uma vergonha um hospital desse porte, com esse tratamento. Ha muitos anos atrás este hospital foi bom.

    Responder
  18. Jackeline Barreto

    NOTA EXTRA OFICIAL DE FALECIMENTO.
    Como alguns já sabem, minha sogra Maria Apparecida de Oliveira Andrade veio a óbito nesta segunda feira às 23 horas no HOSPITAL GERAL DE GUARULHOS.
    Porém, quero por meio deste esclarecer que, a resposta do mesmo para o JORNAL GUARULHOS HOJE está absolutamente distorcida, errônea, falsa, mentirosa sobre o que de fato aconteceu.
    Vamos lá… No dia 15 de Março minha sogra caiu no quintal de casa ao dar comida para o cachorro. Meu marido estava lá e imediatamente chamou o SAMU, que levou cerca de 3 horas para socorre-la e levá-la ao Hospital geral.
    Chegando lá, não havia leito devido ao superlotamento, o que fez com que a deixassem no corredor e assim permaneceu por aproximadamente uma semana. Durante esse período, ela só foi medicada para dor, no entanto ela já estava ficando debilitada porque não conseguia mais comer e além de tudo só vomitava, chegando inclusive a vomitar sangue por diversas vezes. NADA FOI FEITO. Ela estava sem soro na veia, sem nada que a hidratasse, sem nenhuma vitamina para mantê-la estável.
    A devolutiva que o hospital nos dava era que NÃO HAVIA PRÓTESE, que devíamos aguardar até que a tal prótese chegasse.
    Quando deu por volta de 10 dias de ABSOLUTO DESCASO, minha família se cansou e fez um escândalo no hospital, foram mais de 20 reclamações na ouvidoria. DE TODOS OS POLÍTICOS QUE PEDEM NOSSOS VOTOS NAS ELEIÇÕES, somente um vereador dispôs sua assessora para intervir junto a nós nessa situação, o THIAGO SURFISTA, que foi quando ela subiu para o quarto e apenas aí começou a dar uma atenção um pouco mais direcionada pra minha sogra.
    Nesse mesmo dia, a ouvidoria nos informou que HAVIA SIM A PRÓTESE NO HOSPITAL. Então pergunto: Se a Dna maria estava bem, saudável por que mentiram e não fizeram a cirurgia?????
    Quando ela subiu para o quarto, colocaram soro com vitamina na veia, a levaram para realizar endoscopia, colheram sangue para exames. E sinceramente, a estupidez de um determinado medico me faz refletir sobre o nível de profissionalismo dessa classe que por milênios é exaltada e necessitada por nós, meros seres HUMANOS.
    Meu marido depois de horas exaustivas esperando pelo resultado dos exames, ouve da enfermeira chefe o recado do médico, que disse: NÃO VOU FALAR O RESULTADO PORQUE TANTO FAZ SABER HOJE OU AMANHÃ…
    Enfim… Foi diagnosticado uma pangastrite, uma broncopneumonia (que eles haviam descartado dias atrás), e um quadro infeccioso. O que a levou a Semi UTI e de lá ela saiu morta.
    QUERO ABRIR UM PARENTESES
    Meus senhores, é digno de nojo as atrocidades que praticada por vocês. A mentira, o descaso, a falta de compaixão, a falta de humanidade e RESPEITO para com o próximo decididamente não fazem parte da cultura e educação de cada um de vocês.
    Aposto cegamente que, a mãe dos senhores quando pegam um simples resfriado são imediatamente levadas ao SÍRIO LIBANES ou ao ALBERT EINSTEIN e lá, vocês podem descansar de alma limpa, certos de que o melhor estará sendo feito. E se algo mais grave acontecer, nada impede os senhores de mandá-las pros EUA.
    Aqui, rouba-se tanto que chego a perguntar o que de fato vcs farão com tanta fortuna. Penso que talvez vocês achem um orifício “insficterioso” central inferior, para guardar tudo isso.
    Pensem que hoje minha sogra é só mais um número na estatística, mas nós temos vóz e ela merece esse gesto de respeito.
    Pensem também que a fortuna acumulada de baixo dos seus travesseiros são manchadas de sangue de uma população que sofre, que padece.

    Responder
    • Meus sentimentos a familia.. cheguei a cuidar da dona maria levei ela pra endoscopia até brinquei com ela antes de entrarmos no elevador disse a ela q o nosso uber tinha chego ??

      Responder
    • Meus sentimentos a familia.. cheguei a cuidar da dona maria levei ela pra endoscopia até brinquei com ela antes de entrarmos no elevador disse a ela q o nosso uber tinha chego ??

      Responder
  19. MArcelli

    Infelizmente a demanda é muito grande e a administração do HGG não disponibiliza funcionários o suficiente para tais atendimento.
    Estive com a minha mãe na unidade e a demora foi tanta que tive que procurar chefe de enfermagem,médicos e outros
    Entendo que os funcionários não tem culpa , a Spdm deveria entender que não estão nos fazendo favor. Administração é péssima.

    Responder
  20. THAIS PAULA

    EU NÃO GOSTO DESTE HOSPITAL, PASSO O MAIS LONGE POSSÍVEL.PERDI DOIS ENTES QUERIDOS APÓS DAREM ENTRADA LÁ. NADA ME CONVENCE DE QUE NÃO FOI NEGLIGÊNCIA.

    Responder
  21. Valquíria

    A demanda é muito grande por isso acontece o descaso! Falta materiais, profissionais, espaço físico insumos e coisas mais! Meu pai foi vítima de um AVC e obteve alta, assim tudo ao contrário do que é dito que se vc socorre dentro de 4 h os sequelas podem ser mínimas ou ausentes porém entrou de Samu ficou jogado 24 e após esse período obteve alta sem nada ter feito por ele, enfim entrou pela emergência e saiu pela porta dá frente igual um cachorro sem dono! Lamentável e a sequela e de quem? Vergonha p o povo desse município q paga tão caro seus impostos

    Responder
  22. Jenifer

    A direção desse hospital é tão boa ,q nem pra troca d sonda não presta,dia 6/3/17 fui com o meu tio nesse lixo e ficamos mas de 4 hrs esperando,um cirurgião para troca de sonda ,se nao fosse a minha mãe fazer um escândalo ele nunca iria sair de la

    Responder
  23. Cristiano Menezes

    Lamento pelo ocorrido. Meus sentimentos.
    Já passei por isso é revoltante.
    Infelizmente existem muitos profissionais que não são dignos de serem chamados de médicos. Incompetência total e descaso, além daqueles que não sabem avaliar um exame. A estrutura do Hospital pode não ajudar, mas existem médicos e enfermeiros que não são dignos de exercer a profissão. Não existe controle sobre eles, exames ou teste de capacidade técnica.

    Responder
  24. Paulo Oliveira

    O meu sogro deu entrada neste hospital hgg no ano passado com infecção urinária o os médicos deram medicamentos muito forte álegando que ele também estava com pneumonia ,ele entrou neste sorridente apesar da doença e cada dia que passava o estado de saúde dele só piorava ,infelizmente dias depois veio a falecer ele tinha 84anos de idade.

    Responder
  25. Minha mãe entrou para limpar uma úlcera de pressão….internaram para dar antibióticos e ela morreu p infecção generalizada….fora que no primeiro dia de internação o enfermeiro estava levando ela para sala de cirurgia para operar o fêmur quebrado….e na verdade não era minha mãe que estava com fêmur quebrado, era outra paciente, só não deram continuidade a cirurgia de fêmur porque eu impedi…se não eles iam dar continuidade a cirurgia na paciente errada.

    Responder

Deixe seu Comentário