A Universidade UNG foi representada no Pan-Americano Júnior de Handebol Masculino pelo pivô Wagner Tenório, de 20 anos. O evento aconteceu no Paraguai, entre os dias 20 a 25 de março. O Brasil conquistou o título da competição e também garantiu uma vaga no Mundial, que acontece em julho, na Argélia.

Wagner atuou nos quatros jogos disputados pelo Seleção Brasileira. O primeiro, contra os Estados Unidos, depois duas partidas diante do Chile e a final diante da rival Argentina. “Foi uma experiência incrível participar de uma competição internacional e ao mesmo tempo vestir a camisa da Seleção Brasileira. Me enriqueceu como atleta e espero que tenha sido a primeira de muitas vezes”, disse o pivô.

Estudante de educação física, Wagner entrou na UNG no começo de 2017, através do programa de bolsas de estudos para atletas. “Para mim é muito importante ter esta parceria com a UNG. Sempre quis me formar para quando parar no esporte ter um plano B e seguir minha vida”, comentou o atleta, para depois completar: “É gratificante ver a Universidade contribuindo não só para meu crescimento profissional, como também para minha formação no esporte”.

A convocação para o Mundial será definida através de uma seletiva, ainda sem data definida. “A expectativa é que eu consiga a convocação para o Mundial. Vou trabalhar ainda mais forte para poder representar mais uma vez a UNG e a seleção brasileira”, completou Wagner.

Os esportes como um caminho para a inclusão de pessoas que não têm acesso ao ensino superior de qualidade fazem parte dos projetos do Grupo Ser Educacional, que investe e apoia indivíduos que podem desenvolver habilidades esportivas em diversas áreas. Contando atualmente com mais de 550 desportistas, a companhia concede bolsas de até 100% aos atletas, abrangendo todas as modalidades de esportes.

O coordenador de Esportes do Grupo Ser Educacional, Carlos Hermógenes, exaltou o projeto: “Ter uma atleta vestindo a camisa da Seleção Brasileira é muito importante para o Grupo. Mostra que estamos no caminho certo. E é esse nosso objetivo, fortalecer cada vez mais os esportes e mostrar aos atletas que temos um trabalho sério e destacado”.

Na Universidade UNG o trabalho também é realizado. De acordo com a coordenadora de Esportes da instituição, Lucila da Silva, a procura dos atletas pelo apoio tem aumentado. “A UNG semestralmente faz seletivas e abre vagas para dar oportunidade a atletas. Nós possuímos um programa de treinamento específico que visa a evolução de cada um dos nossos esportistas”, finalizou Lucila.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here