Câmara recebe projeto de Guti para criação de 1.200 cargos comissionados no governo

A Câmara Municipal recebeu na tarde desta terça-feira (04) o projeto de lei elaborado pelo prefeito Guti (PSB) para criação de quase 1.200 cargos em comissão na Prefeitura de Guarulhos. A proposta elaborada pelo Executivo será votada pelos vereadores nesta quinta-feira (6).

O projeto de lei prevê salários que variam entre R$ 3 mil e R$ 9 mil. A classificação salarial estará relacionada ao nível do cargo a ser ocupado na administração e potencial técnico. Para remunerações a partir de R$ 9 mil será exigido curso superior.

As novas funções estão sendo criadas para substituir os quase 2 mil funcionários demitidos por Guti no primeiro dia de sua gestão. Segundo apurou o HOJE, a proposta do prefeito passou por uma avaliação do Judiciário e também do Ministério Público Estadual (MPE).

A proposta, segundo o governo, representa uma redução de 40,69% nos cargos em comissão na administração municipal. Na gestão do ex-prefeito Sebastião Almeida, agora filiado ao PDT, existia 1.971 funcionários considerados “de confiança”.

O prefeito Guti prevê um custo de quase R$ 60 milhões com estes novos colaboradores até o final deste ano. Para os próximos anos, este valor será elevado para aproximadamente R$ 80 milhões. Estes cargos devem ser ocupados se houver aprovação, em duas votações, na Câmara.

Reportagem: Antônio Boaventura

[email protected]

Foto: Ivanildo Porto