Após dois dias sem água, caminhão pipa abastece casas no bairro do Continental II

Inconformados com a continuação do rodízio de água no bairro, os moradores do Continental II reclamam sobre o fornecimento de água. Além de continuar um dia com água e um dia sem, existem algumas ocasiões que a situação pode piorar, como por exemplo, nesta semana, onde após dois dias sem água, um caminhão pipa teve de reabastecer o bairro na noite desta quarta-feira (5).

Mesmo com o caminhão pipa, alguns moradores foram prejudicados, principalmente porque não havia nenhuma pessoa encarregada para ajudar a colocar a água na caixa d’água. “ Só veio o motorista do caminhão pipa, e assim como vou colocar água na minha caixa, pois tenho problema na coluna, não posso fazer esforço”, afirmou o aposentado de 66 anos Nilton Alonso.

Nesta quarta-feira, mais de oito caminhões pipa realizaram o abastecimento de água no bairro. O rodízio ainda continua, mesmo com a expectativa do prefeito Guti (PSB), de acabar com esta situação na cidade.

Segundo Nilton, já houve muitas tentativas de reclamação com o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), mas a resposta é a sempre a mesma. “Quando ligamos, a conversa é sempre a mesma, irei encaminhar uma equipe técnica para averiguar a situação”, disse o aposentado.

A reportagem do HOJE entrou em contato com o Saae, que emitiu uma nota reconhecendo o rodízio no bairro, além de afirmar que a falta de água por dois dias foi provocada devido a um problema em uma válvula redutora de pressão. “O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), informa que a região do Continental II ficou dois dias sem água devido a um problema em uma válvula redutora de pressão na Viela 60, ocorrido na terça-feira (04). A questão foi resolvida e por volta das 16h desta quarta-feira (05), a água voltou a ser bombeada para o bairro, sendo que a normalização do abastecimento ocorreu durante a noite. Ainda na quarta-feira, caminhões-pipa foram enviados até as ruas mais altas do Parque Continental II. Contudo, os ajudantes dos veículos não são capacitados para entrar nas casas dos munícipes” , afirmou o Saae.

Sobre o problema de rodízio, o Saae também reconheceu a situação. “O rodízio no bairro permanece 18h  com água e 30h sem. Contudo, a nova administração do Saae já iniciou tratativas para trazer mais água para abastecer a região do Parque Continental II”, revelou em nota.

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected]