Rua Cônego Valadão sofre com constantes assaltos e morador promete colocar faixa para alertar pedestres

Segundo moradores, a rua Cônego Valadão vive uma rotina de insegurança, com constantes assaltos durante o período da manhã, quando as pessoas saem para trabalhar e no final da tarde, quando a rua já está mais deserta. A ação dos bandidos é realizada por dois homens em uma moto, que sempre circulam pelo bairro e roubam pedestres e comércios locais.

“Estamos numa séria crise de segurança na região. Já presenciei dois rapazes em uma moto assaltando um senhor, próximo ao Parque Fracalanza. Na sexta-feira (7), tive uma amiga assaltada por dois rapazes em uma moto preta. Ontem, um comércio da região foi assaltado em plena luz do dia, e hoje, meu irmão foi assaltado em uma esquina, e novamente, dois rapazes em uma moto preta”, afirmou o farmacêutico de 37 anos, Renato Matroni.

Além de conhecer quatro pessoas que já foram assaltadas, Matroni confessa que também viu um senhor sendo roubado por dois rapazes. Inconformado com a situação na região do Gopoúva,  o farmacêutico afirma que irá colocar uma faixa para avisar as pessoas dos constantes roubos. “Já mandei providenciar, e nesta terça-feira (11), no final da tarde, irei colocar uma faixa avisando do perigo que se encontra nessa rua”, revelou Matroni.

Reportagem: Ulisses Carvalho