Mulher recebe medicamento que estava em falta há quatro meses na rede pública

Após uma longa espera de quatro meses por uma medicação, Maristela Cariri da Franca, 50, moradora do Parque Flamengo, que sofre de Esclerose Múltipla, recebeu na tarde desta segunda-feira (10), o remédio de alto custo Teriflunomida, cartela de 30 comprimidos, no valor de R$ 6.599. Maristela aguardava a situação após entrar na Justiça contra a prefeitura, que chegou fornecer o insumo durante o ano anterior e, posteriormente, foi suspenso.

“Ligaram pela manhã, e falaram que a medicação estava no posto. Fui ao médico, fiz uma nova receita e consegui receber o remédio”, afirmou Maristela. Após receber o insumo, já foi agendada uma nova data – dia 9 de maio, além de retirar em um novo ponto, nas Farmácias de Alto Custo.

Com a falta do remédio, a doença de Esclerose Múltipla, descoberta em janeiro de 2013, poderia gerar complicações. “Quando fui ao médico nesta segunda-feira, descobri que terei de fazer um novo exame, dessa vez uma ressonância magnética, porque posso estar com um problema na coluna cervical, podendo afetar no andar ou gerar algum tipo de infecção”, revelou Maristela.

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected]

Foto: Ivanildo Porto