Secretaria afirma que gestão Almeida deixou dívida de R$ 8 milhões com o hospital

A Secretaria de Saúde informou em nota ao HOJE que a administração anterior do ex-prefeito Sebastião Almeida deixou dívida de R$ 8 milhões com o Hospital Pimentas-Bonsucesso. O esclarecimento da situação chega após constantes atrasos no pagamento dos funcionários que ocorre desde o mês de dezembro.

Nesta última semana, o pagamento para os funcionários do hospital deveria ser depositado na quinta-feira (6), mas não foi o que ocorreu, e na sexta-feira (7), à tarde, foi depositado apenas metade do valor dos salários.

A situação não mudou muito desde o inicio da nova gestão, pois a falta de materiais ainda continua no hospital, como seringa, lençóis e até soro. Na sexta, a Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM), que administra o hospital, emitiu comunicado para os funcionários informando o motivo do pagamento de apenas metade do salário. “Tendo em vista o repasse parcial recebido da Secretaria de Saúde, foi possível efetuar o pagamento de 50% da folha”, informava o comunicado.

A reportagem entrou em contato com a Secretaria de Saúde, que informou o pagamento integral da folha de pagamento, além da dívida de R$ 8 milhões que a gestão anterior deixou.

“A Secretaria de Saúde informa que efetuou o pagamento integral da folha do hospital, que é de R$ 2,9 milhões, com o repasse de R$ 4 milhões na sexta-feira (7). O restante do repasse mensal, que é de R$ 7 milhões, conforme publicação no Diário Oficial será depositada na segunda quinzena deste mês. Esclarecemos ainda que a administração anterior deixou uma dívida de R$ 8 milhões com o hospital e que, pelo contrato formalizado com a Prefeitura, a responsabilidade pela compra de insumos e medicamentos é da SPDM”, informou a saúde.

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected]

Foto: Ivanildo Porto