Share
Parceria com o Corinthians para montar equipe  de vôlei pode custar R$ 1 milhão para prefeitura

Parceria com o Corinthians para montar equipe de vôlei pode custar R$ 1 milhão para prefeitura

Empresários: Este é o valor que a Prefeitura de Guarulhos terá que desembolsar; valor pode vir de parcerias

Guarulhos está prestes a ter uma equipe profissional de vôlei a ponto de disputar a Superliga. Mas, para que esta situação de torne realidade, a prefeitura precisa tirar de seu cofre a quantia anual de R$ 1 milhão para que em parceria com o Corinthians possam bancar os custos da equipe durante a temporada.

O HOJE obteve a informação de que o custo total do selecionado a se formar deve ter o custo anual de R$ 3 milhões. O Corinthians seria responsável pela quantia de R$ 2 milhões e o governo guarulhense com R$ 1 milhão, como contrapartida para ter o direito de promover os jogos da equipe na cidade, que deve disputar a Superliga B.

Entretanto, os ginásios públicos não atendem, neste momento, as especificações técnicas necessárias para abrigar partidas oficiais da referida modalidade, além de alguns deles estarem sem o laudo AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiro), como o ginásio Poliesportivo Paschoal Thomeo, o “Thomeozão”.
No entanto, a parceria entre ambos deve ser sacramentada na próxima semana, segundo apurou a reportagem. Esta aproximação entre Corinthians e a administração municipal está sendo feita pelo líbero Serginho, campeão olímpico com a Seleção Brasileira nos jogos Rio 2016, e que recentemente deixou a equipe do Sesi-SP. Ele começou sua carreira na cidade de Guarulhos.

Já a prefeitura optou por não se pronunciar sobre a formalização da parceria, os locais de jogos, o custo anual da equipe e quando começam as atividades. Contudo, há informações que o recurso que cabe ao governo municipal será viabilizado por meio da iniciativa privada.

Reportagem: Antônio Boaventura
antonio.boaventura@guarulhoshoje.com.br

Deixe seu Comentário