Share
Guarulhos monitora áreas de riscos com pluviômetros e estações meteorológicas

Guarulhos monitora áreas de riscos com pluviômetros e estações meteorológicas

A Coordenadoria de Defesa Civil (CDC) de Guarulhos conta com pluviômetros automáticos, semi-automáticos e um manual, além de estações meteorológicas, que auxiliam no monitoramento e na percepção de riscos de desastres naturais. Esses equipamentos são fundamentais para nortear as ações a serem desenvolvidas em áreas de risco, bem como na prevenção de catástrofes e outras ocorrências.

Os pluviômetros medem a precipitação de líquidos (chuva) ou sólidos (neve e granizo) durante um determinado tempo e local. A cidade dispõe de 14 pluviômetros. Os automáticos são de responsabilidade do Centro Nacional de Monitoramento de Desastres Naturais (Cemaden), que em conjunto com os municípios cuidam de áreas de risco classificadas como vulneráveis. Os semi-automáticos são monitorados no local da instalação pela CDC. Existe também um pluviômetro manual na sede do órgão municipal.

Os equipamentos semi-automáticos fazem parte do projeto “Pluviômetros nas Comunidades”, que tem por objetivo conscientizar as populações que vivem em áreas de risco e provê-las de instrumentos para enfrentamento de eventos adversos.

Estações meteorológicas

O município conta também com três estações meteorológicas, onde são aferidas a direção e velocidades dos ventos, a umidade relativa do ar, as temperaturas máxima e mínima, pressão atmosférica, hora do nascer e por do sol, luas quadrantes e índice pluviométrico (diário, mensal, anual e chuva quantitativa, ou seja, em milímetros por hora).

Deixe seu Comentário