Diocese pede doação de alimentos para ex-comissionados da administração

Nas celebrações deste próximo final de semana, a Diocese de Guarulhos estará arrecadando alimentos para doação aos ex-comissionados da prefeitura. São quase 2 mil funcionários que foram exonerados no 1º dia de governo Guti (PSB) e, até o momento, não receberam suas respectivas rescisões trabalhistas.
O governo municipal se baseia em uma decisão do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP), onde foi declarado que funcionários comissionados não possuem direito a férias, INSS e Fundo de Garantia do Trabalhador Social (FGTS). A prefeitura alegou ainda que existem problemas e irregularidades nestes cargos comissionados.

“A situação que me relataram de não terem recebido as verbas rescisórias e ainda manterem vínculo de trabalho com a prefeitura, isso sim é preocupante. (Eles) sequer podem arrumar emprego formal. Muitos deles estão passando necessidades do básico, como alimentação”, argumentou o bispo diocesano de Guarulhos, Dom Edmilson Amador Caetano, em nota pública.

Diante do cenário crítico financeiro que atravessa os ex-funcionários, o bispo diocesano iniciou uma campanha para arrecadação de alimentos nos próximos dias 3 e 4 durante as celebrações em todas as igrejas de Guarulhos.

“Dirijo-me a cada um de vocês, neste dia solene que celebramos a partida de Jesus glorioso ao céu, garantia de nossa vitória, para que o gesto de amor de Jesus produza amor em nós. Muitos desses nossos concidadãos estão padecendo de necessidades básicas”, concluiu.
Os alimentos coletados nas paróquias e comunidades serão enviados para a Cáritas Diocesana, que juntamente com a coordenação dos ex-comissionados irão organizar a distribuição.

Reportagem: Antônio Boaventura
[email protected]