Motoristas e cobradores de ônibus de Guarulhos descartaram a possibilidade de entrar em greve na cidade após aceitarem a proposta de 4% de reajuste salarial dos empresários. A novidade nesta negociação que envolveu a Guarupass, representante das empresas de transporte, e o Sincoverg, que representou os motoristas e cobradores, foi o percentual mínimo para ocupação profissional por mulheres nas mais variadas funções.

Segundo Maurício Brinquinho, presidente do Sincoverg, atuam no sistema de transporte público cerca de 5 mil funcionários. Brinquinho ressaltou que atualmente a participação feminina no setor representa de 4% a 6%. “Há anos estamos reivindicando maior direito para as mulheres. Nesse ano, teremos 10% de mulheres nas empresas. Está garantido em convenção”, explicou.

Além da proporcionalidade destacada, os trabalhadores mantiveram benefícios como o Prêmio por Tempo de Serviço (PTS), que beneficia o funcionário a partir do 5º ano ininterrupto com registro CLT na mesma empresa, a Participação no Lucro e Resultado (PLR), que passou de R$ 1,5 mil para R$ 1 mil, além do reajuste no vale-refeição, que será de R$ 22 por dia.

Reportagem: Antônio Boaventura
antonio.boaventura@guarulhoshoje.com.br

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here