Guarulhos figura na 4ª posição econômica do estado com um Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 51,3 milhões. A constatação faz parte da análise do PIB dos municípios paulistas, divulgada ontem pela Fundação Seade, no período de 2002 a 2014, último ano com dados consolidados. A cidade ficou atrás dos municípios de São Paulo, Osasco e Campinas.
Segundo o levantamento, em 2002, Guarulhos figurava na quinta colocação com um PIB de R$ 12,5 milhões, com 2,4% de participação e 47,1% na participação acumulada. Já em 2014 a participação subiu para 2,6% e a acumulada foi de 45,4%.

Em termos gerais, registra-se pequeno decréscimo na concentração do PIB estadual, pois os 20 municípios com maior participação em 2002 detinham 66,2% do PIB, enquanto em 2014 ficaram com 64,0%.
A publicação aponta que o setor industrial é encabeçado pelo segmento automotivo, devido às grandes montadoras de veículos instaladas em São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul e os fabricantes de autopeças do ABC, Guarulhos, Mogi das Cruzes, Osasco e de outras cidades da região.

Já a indústria farmacêutica é forte em Guarulhos, São Paulo, Itapevi, Barueri, Taboão da Serra, Embu das Artes e Cotia. A maioria dos estabelecimentos varejistas da região está instalada na capital; no entanto, tem se multiplicado a quantidade de supermercados e lojas nos municípios do ABC, Guarulhos e outras localidades, assim como shoppings.

De acordo com o estudo, as seis regiões metropolitanas do Estado, em conjunto, reduziram sua participação no Valor Adicionado de 79,3% para 78,0%, no período analisado. Segundo setores de atividade, a contribuição dessas regiões diminuiu na indústria (de 77,9% para 72,2%) e nos serviços (de 81,4% para 80,1%) e aumentou na agropecuária estadual (de 23,1% para 26,5%).

Metodologia – A metodologia utilizada para o cálculo do PIB – desenvolvida conjuntamente pelo IBGE e órgãos estaduais de estatística, entre os quais a Fundação Seade – consiste basicamente no rateio, entre os municípios, do Valor Adicionado das principais atividades econômicas contidas no PIB do Estado (inclusive impostos), por meio de indicadores pertinentes a cada uma delas, calculados com base em resultados de pesquisas econômicas e registros administrativos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here