Chape bate Palmeiras no Allianz Parque e empurra São Paulo para a zona da degola

SÃO PAULO,SP, 20.08.2017 - PALMEIRAS-CHAPECOENSE ? Moisés do Palmeiras disputa bola com Douglas Grolli da Chapecoense, durante jogo válido pela vigésima primeira rodada do Campeonato Brasileiro 2017, disputada na Arena Allianz Parque em São Paulo, na tarde deste domingo, 20. (Foto: Levi Bianco/Brazil Photo Press/Folhapress)

A Chapecoense surpreendeu o Palmeiras na noite deste domingo (20), em pleno Allianz Parque. De volta ao Brasileirão depois de jogos na Europa, a equipe catarinense bateu o time de Cuca por 2 a 0. O zagueiro Fabrício Bruno e o atacante Túlio de Melo marcaram os gols do time de Santa Catarina, na reta final do primeiro tempo.

O resultado obtido pela Chapecoense fora de casa empurra o São Paulo para a zona de rebaixamento. Agora, o tricolor paulista ocupa a 17ª colocação, com 23 pontos. Os catarinenses somam 25, mesma pontuação do Vasco. Já o Palmeiras, na quarta posição, parou nos 33 pontos e viu a aproximação do Flamengo, que soma 32.

Na próxima rodada, o Palmeiras recebe o São Paulo no Allianz Parque no próximo domingo. Já a Chapecoense enfrenta o Corinthians daqui a três dias, em jogo adiado da 20ª rodada – o duelo será disputado na Arena Condá.

O time catarinense conseguiu, mesmo pressionada, controlar a partida. Aos poucos, na base do contra-ataque, a Chapecoense levou perigo à meta palmeirense. Aos 38 minutos, a equipe do técnico Vinicius Eutrópio abriu o placar depois de uma falta cobrada por Reinaldo na intermediária. Fabrício Bruno aproveitou a falha de marcação palmeirense e bateu cruzado para vencer Fernando Prass.

Atrás no placar, o Palmeiras voltou para o segundo tempo com duas alterações: Tchê Tchê na vaga de Thiago Santos e Keno no lugar de Róger Guedes. Com isso, a equipe da casa conseguiu ter mais rapidez na saída de bola. O cenário fez o time de Cuca surpreender a marcação da Chapecoense em algumas oportunidades. Na etapa final, Willian deixou o campo para a entrada de Borja.
Aos 47 minutos da etapa final, o Palmeiras teve grande chance de empatar o jogo. Depois de uma bola rebatida, Moisés pegou a sobra na marca do pênalti e viu o desvio providencial da defesa da Chape. No último lance, Túlio de Melo matou o jogo ao tocar na saída de Prass após assistência de Wellington Paulista.