Apesar da Petrobrás anunciar o reajuste do gás de cozinha para esta quarta-feira (06), distribuidores da matéria-prima em Guarulhos optaram por repassar o aumento de até 12% apenas nesta quinta-feira (07). O preço médio encontrado na cidade é de R$ 52. Com a alteração do valor, o consumidor pagará, aproximadamente, R$ 67.
De acordo com a estatal, a mudança dos preços se deve aos impactos causados pelo furacão Harvey, fenômeno natural que ocorreu nos Estados Unidos na semana anterior. A região atingida pelo furacão é a maior exportadora mundial do gás liquefeito. A Petrobrás também alegou como justificativa para o aumento, o fato de estar com os estoques do produto abaixo das condições de atendimento.

Mesmo com o reajuste de 12% proposto pela Petrobrás, o aumento real, caso seja repassado os tributos de forma integral para o consumidor, deve ser de 4,2%, o que deve significar uma alta de até R$ 3 no botijão de gás.
O HOJE visitou algumas distribuidoras de gás do município em diversas regiões e estes ressaltaram que não trabalham com a perspectiva de queda nas vendas. Os dirigentes afirmam que apesar da alta no preço, a matéria-prima é considerada elemento essencial nos lares. O valor praticado para retirada do gás de cozinha na distribuidora pode chegar ao preço médio de R$ 67 e R$ 70 com os vendedores volantes.

“A partir de amanhã (quinta-feira) já estaremos com uma nova tabela de preços. Nós não trabalhamos com a perspectiva de queda nas vendas por que o gás de cozinha é um daqueles itens de suma importância nas residências das pessoas”, disse Luana Silva, administradora de uma unidade de distribuição da Consigaz.

Antônio Boaventura
[email protected]
Foto: Ivanildo Porto

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here