Agosto Dourado em Guarulhos atendeu 24 mil crianças e gestantes

Assunto: Dia D Agosto Dourado UBS Taboão Local: UBS Taboão Data: 18.08.2017 Foto: Nícollas Ornelas

A Secretaria de Saúde acaba de compilar os números do chamado Agosto Dourado, um mês inteiro dedicado à saúde da criança e incentivo do aleitamento materno. Nesse período, foram realizados mais de 24 mil atendimentos às crianças e gestantes, incluindo consultas médicas e ações de orientação sobre: amamentação para fortalecer o sistema imunológico do bebê; alimentação complementar infantil; importância da vacinação na infância e para as mulheres grávidas, entre outras.

A iniciativa, que mobilizou todas as 69 Unidades Básicas de Saúde da Saúde, integra o projeto Movimenta Saúde, que define cada mês com uma cor, convidando à reflexão sobre um tema diferente. Essa é mais uma estratégia da Secretaria de Saúde para melhorar a assistência materno-infantil, plano que teve início no começo deste ano, com a implantação de uma série de ações.

A primeira delas foi o remanejamento de 1.090 profissionais de Saúde, o que permitiu implantar unidades de referência para pré-natal de alto risco nas quatro regiões do município, assistência que até 2016 estava concentrada na área central da cidade. A Secretaria também tem buscado alternativas para estimular a adesão das gestantes a uma efetiva assistência de pré-natal, bem como realizado ações para tornar o trabalho de parto cada vez mais adequado e humanizado.

Outra medida considerada fundamental na atual gestão é a ampliação das equipes de Saúde da Família. Com isso, a proposta é atingir de forma cada vez mais eficiente a assistência materno-infantil. No que se refere às questões técnicas, foi efetuada uma reorganização com otimização da lotação dos profissionais no Hospital Municipal da Criança e do Adolescente (HMCA).
Ao mesmo tempo, está em andamento o processo de chamamento público para a gestão do Hospital Municipal Pimentas Bonsucesso, cujo termo de referência prevê a implantação de cinco leitos para gestação de alto risco no hospital, que não disponibilizava esse atendimento até então, além de outros cinco leitos de UTI neonatal.

Combate à mortalidade infantil

A prefeitura de Guarulhos vem adotando diversas medidas com o objetivo de reduzir a mortalidade infantil na cidade. Para o secretário de Saúde, José Sérgio Iglesias Filho, o problema representa um coeficiente de saúde muito importante, que deverá receber atenção permanente. “A diminuição desse indicador é um processo que depende de ações intensas, responsáveis e contínuas”, destacou. A meta da atual gestão é melhorar esse coeficiente já no próximo ano.
De acordo com dados de 2016 a maior incidência de mortalidade infantil na cidade ocorre no período denominado neonatal precoce, ou seja, entre recém-nascidos de zero a sete dias de vida, a maioria decorrente de transtornos respiratórios, alterações cardiovasculares, bem como de complicações da gravidez e do trabalho de parto.