Sem renovação do convênio com PM Guarulhos fica sem monitoramento de ocorrências na cidade

O Executivo está em tratativas com a Polícia Militar para retomar, ainda neste ano, o Projeto Radar. Segundo a administração municipal, o convênio chegou ao fim no ano passado. Agora depende da renovação para que a PM conte novamente com acesso às câmeras da prefeitura para leitura das placas e cruzamento das informações com sua base de dados.

O projeto utiliza os radares leitores de placas, originalmente usados para multar, e cruza essas placas com os bancos de dados das polícias Militar e Civil, além do Ministério da Justiça. Os radares utilizados no programa são cedidos à polícia pelas prefeituras e concessionárias de rodovia.

A Secretaria de Transportes e Trânsito (STT) mantém os equipamentos leitores de placas instalados nas principais vias da cidade, e a Policia Militar, através do Copom, atualiza o cadastro de todas as ocorrências policiais que estão em andamento. A troca de informações se dá através da Central de Inteligência Integrada de Guarulhos (CIIG), que faz todo monitoramento do sistema eletrônico. Assim todo veículo que trafega na cidade é acompanhado e em caso de infração fiscalizado.

Somente no ano passado, o sistema auxiliou na recuperação de 96 veículos. Desde que o projeto teve início, em 2014, até o fim do convênio foram quase 250 veículos recuperados. Atualmente, a prefeitura tem 50 câmeras com sistema de identificação automática das placas de veículos.

Reportagem: Rosana Ibanez
[email protected]

Foto: Ivanildo Porto