Sabesp abre concurso público para selecionar 485 jovens aprendizes

A  Sabesp  abre  nesta  sexta-feira(22), um  concurso  público  para contratar 485 estudantes, como parte do Programa Aprendiz para formação de assistente  administrativo,  sob  responsabilidade  do  Senai-SP (Serviço Nacional  de  Aprendizagem  Industrial),  entidade qualificada em formação técnico-profissional. O edital foi publicado na quarta-feira (20) no site da  Fundação Carlos Chagas, instituição responsável pelo concurso público.

A inscrição,  no  valor  de  R$ 55,00, pode ser feita até as 14h de 24 de outubro.  O  edital com todas as informações está disponível no link https://goo.gl/6Lejw2.

As  vagas  são destinadas a estudantes do 1º ou 2º ano do ensino médio, em instituição  de  ensino pública ou privada, com idade mínima de 14 anos e máxima  de  22  anos  e 6 meses, no ato da admissão. A idade máxima não se aplica   a  candidatos  com  deficiência.  Para  esses  candidatos  serão reservadas  5%  das  vagas por regional de classificação. O total de vagas será distribuído na Região Metropolitana de São Paulo, interior e litoral.

O  objetivo  do programa é contribuir com a formação dos jovens, dando uma oportunidade  de  inserção no  mercado  de  trabalho.  Além de oferecer o aprendizado   prático,  a  troca  de  experiência  e  a integração  entre empregados da Sabesp, estagiários e aprendizes atuais, os estudantes terão
a  oportunidade  de  atuar  em uma das maiores companhias de saneamento do mundo.

A  prova objetiva está prevista para ser realizada no dia 3 de dezembro de 2017  e  a convocação dos jovens habilitados será a partir de fevereiro de 2018.

Os  aprendizes  terão direito a bolsa-auxílio no valor de R$ 468,50, vales de  refeição  e  de transporte público, assistência médica e seguro contra acidentes  pessoais. O contrato terá duração máxima de 18 (dezoito) meses.

Ao  término   do   programa,   os  aprendizes  receberão  certificado  de qualificação   profissional, pelo Senai-SP,  no  curso  de  formação  de assistente administrativo. Após o prazo de aprendizagem, os jovens não são efetivados  na  Sabesp,  mas  a  experiência  adquirida  pode ajudá-los no
mercado de trabalho.

Foto: Eduardo Saraiva/ A2IMG