Contra atrasos de salários, sindicato pretende processar Fundação do ABC

Para sanar os problemas recorrente e decorrente do atraso no pagamento dos vencimentos, em especial, de enfermeiros, o Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo (SEESP) pretende mover ação junto ao Poder Judiciário para ressarcimento dos possíveis prejuízos causados aos funcionários da categoria que prestam serviço nas unidades de saúde administradas pela Fundação do ABC, em Guarulhos.

A entidade sindical promoveu juntamente com os profissionais, reunião em junho para discutir ações que pudessem resultar no ressarcimento dos prejuízos causados.
Os atrasos começaram em novembro de 2016, assim como a segunda parcela do 13º salário, que foi quitada no dia 27 de dezembro. Já em março deste ano, o descumprimento com a data estabelecida para o pagamento salarial voltou a acontecer, e funcionários tiveram que aguardar por 18 dias para receber seus respectivos vencimentos.

Em virtude do cenário crítico, o sindicato aventa com a possibilidade de acionar o Judiciário, para cobrar da instituição as multas pelo retardamento na quitação mensal dos vencimentos dos enfermeiros que prestam serviço nas policlínicas Maria Dirce e Paraíso, e Unidade de Pronto Atendimento (UPA) São João.
Procurado, o SEESP informou que atuam na cidade 57 enfermeiros pela Fundação do ABC, que optou por não se pronunciar sobre o assunto.

Antônio Boaventura
[email protected]

Foto: Ivanildo Porto