O ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva irá visitar Guarulhos na segunda quinzena de outubro, em uma tentativa de tentar restabelecer a ligação com eleitor. Além da cidade, Lula deverá visitar também Diadema, Mauá, Ribeirão Pires, Santo André, São Caetano do Sul e Osasco, antes de seguir para outra caravana programada para Minas Gerais.

No mês de agosto, Lula iria realizar um discurso político na Praça Getúlio Vargas, região central, previsto para o dia 14 daquele mês, porém, diante da preparação para a caravana do ex-presidente rumo ao Nordeste, o Instituto Lula resolveu cancelar a visita. A última vinda de Lula a Guarulhos ocorreu no dia 18 de agosto de 2016, quando participou de uma reunião realizada na Direção Nacional da Central Única do Trabalhador (CUT), realizada no Hotel Mônaco, com o objetivo de realizar um ato na época contra o afastamento na época da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

Durante as visitas, o ex-presidente deverá estar acompanhado de Luiz Marinho, presidente estadual do Partido dos Trabalhadores, além de deputados e vereadores. A visita a Guarulhos, ocorre em um momento delicado para o partido, já que o PT perdeu o governo após 16 anos seguidos comandados por Elói Pietá (PT) e Sebastião Almeida, atualmente filiado ao Partido Democrático Trabalhista (PDT).

O partido tenta recuperar o prestígio no chamado “cinturão vermelho”, pois além de Guarulhos, o PT perdeu a disputa pelo governo nas cidades de Osasco, São Bernardo do Campo, Santo André e Mauá, restando apenas uma prefeitura petista, a de Franco da Rocha com Kiko Celegium, eleito com 73,41% dos votos.

A baixa popularidade do partido é ligada também aos escândalos de corrupção, e no dia 12 de julho, Lula foi condenado em primeira instância, a nove anos e seis meses de prisão, no processo referente ao apartamento tríplex no Guarujá. O ex-presidente recorre em liberdade da ação, porém, na Operação Lava Jato, o petista é réu em outros três processos, como os casos do Sítio de Atibaia, terreno do Instituto Lula e obstrução de justiça, denunciado após suspeita de tentar comprar o silêncio do ex-diretor da Petrobrás Nestor Cerveró.

Reportagem: Ulisses Carvalho
ulissescarvalho@grupomgcom.com.br

Foto: Ricardo Stuckert

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here