Polícia Civil deflagra operação contra crime de exploração sexual em Guarulhos

A Operação Luz na Infância cumpre 37 mandados de busca e apreensão no Estado de São Paulo, sendo 6 (seis) no interior de São Paulo, especificamente nas circunscrições dos DEINTERs 2, 5, 7 e 10 e 31 na Capital, Grande São Paulo e Litoral.

A Polícia Civil de São Paulo (DHPP, DIPOL, DEINTERs 2, 5, 7 e 10) com o apoio da Superintendência da Polícia Técnico-Científica e do Centro Integrado de Comando e Controle – CICC-SP/CIISP-SP e em parceria com a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), deflagrou no início da manhã desta sexta-feira (20), a operação integrada Luz na Infância.

Com o objetivo de apurar crimes de exploração sexual contra crianças, estão sendo cumpridos 37 mandados de busca e apreensão nos municípios de São Paulo, Guarulhos, Franco da Rocha, São Bernardo do Campo, Santo André, Carapicuiba, Osasco e Praia Grande. Estão envolvidos na operação Luz na Infância 247 policiais. Até o presente momento, 24 pessoas foram presas no Estado.

Os alvos da operação Luz na Infância foram identificados através de um levantamento de informações pela Senasp e a Embaixada dos Estados Unidos da América no Brasil. Com base em informações e evidências coletadas em ambientes virtuais, a Polícia Civil instaurou inquérito(s) policial(is) e representou pela(s) busca(s) e apreensão(ões) junto ao Poder Judiciário, visando apreender computadores e dispositivos informáticos onde estão armazenados os conteúdos de pedofilia, indiciar e prender os criminosos.

As investigações que resultaram na operação Luz na Infância vêm sendo feitas há seis meses e resultam do aprimoramento do trabalho de inteligência de segurança pública e atuação em modelo de força tarefa, que reúne em um mesmo ambiente de trabalho policiais com expertise e capacitação na repressão aos crimes virtuais e de pedofilia. Um cenário ideal para coletar e preservar evidências criminosas, garantindo, como consequência, a identificação e posterior condenação dos criminosos pela Justiça.

A pedofilia é classificada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como uma doença de transtorno da preferência sexual. Pedófilos normalmente são pessoas adultas que tem preferência sexual por crianças pré-púberes ou no início da puberdade. O complexo ambiente da internet e a ausência de fronteiras no mundo virtual são elementos que propiciam terreno fértil à atuação desses criminosos.

Foto: SSP