Saúde entrega lenços em evento do Outubro Rosa no Hospital Geral

Assunto: Entrega de lenços arrecadados Outubro Rosa Local: Hospital Geral de Guarulhos Data: 20.10.2017 Foto: Fabio Nunes Teixeira

Na manhã desta quinta-feira (26), a secretária de Saúde em exercício, Graciane Figueiredo, fez uma entrega simbólica de cerca de 300 lenços ao Hospital Geral de Guarulhos (HGG), referência para o tratamento do câncer na cidade. O montante é parte do que foi arrecadado até agora pela Campanha “Nem todas as princesas usam coroas, algumas usam lenço”, que disponibilizará caixas coletoras do material em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS), até o final do mês, dentro da programação do Outubro Rosa.

A cerimônia de entrega dos lenços foi realizada no setor de oncologia do hospital, onde os pacientes foram recepcionados com um café da manhã. Emocionada, a Graciane lembrou que a implantação de uma unidade para o tratamento do câncer na cidade era um desejo antigo. “Faz parte da história ver essa unidade funcionando com bastante gente e cheia de vida”, disse.

A doação simbólica foi recebida pelo diretor técnico do hospital, Afonso César Cabral Guedes Machado, que classificou a entrega de momento muito especial. “As campanhas de prevenção do câncer de mama são uma necessidade. Esse serviço é para promover saúde. Sentimos a dor junto com o paciente diante de um diagnóstico positivo, mas temos de encher o peito, buscar coragem e seguir em frente. Em todas as dificuldades da vida temos de enfrentar com determinação”, encorajou o médico.

O HGG realiza uma média de 7.200 quimioterapias por ano e aproximadamente 1.800 sessões de radioterapia por mês. É referência na cidade para o tratamento de vários tipos de câncer, entre eles o de mama, hepático, cerebral, próstata, pulmão, testículo, gástrico, colo do útero, cólon, bexiga, cabeça e pescoço e também alguns carcinoma de pele.

Para o coordenador do setor de oncologia do HGG, Salomon Benabou, ações como a do Outubro Rosa são extremamente importantes, porque, mais de ¾ dos cânceres são curáveis se diagnosticados de forma precoce. “Além de alertar as pessoas para a prevenção, ações como essa ampliam a humanização do serviço. Não basta ter excelência técnica, mas o paciente tem de sentir um clima de amizade com os profissionais”, destacou.

A aposentada Helena Maria Siqueira, de 63 anos, que está na fase final de seu tratamento contra um câncer de mama diagnosticado em 2015, foi uma das que recebeu o lenço doado pela Secretaria de Saúde e elogiou a iniciativa. “A ação é muito boa, anima mais a gente”, disse.