Com saída da Landfill, Enob pode retomar a gestão do aterro sanitário

Desde a última terça-feira (21), a gestão do aterro sanitário está sob a administração da Prefeitura de Guarulhos. No entanto, com a saída da Landfill, a administração municipal poderá promover o retorno da Enob Engenharia Ambiental ao posto de gestor das operações.

Em maio deste ano, a Enob substituiu, de forma emergencial, a Quitaúna nesta prestação de serviço. O prazo inicial era de 90 dias, porém, foi prorrogado por mais 90. Ou seja, a empresa permaneceu na gestão do aterro sanitário por 180 dias. O custo do contrato pelo período foi de aproximadamente R$ 14 milhões.

A Secretaria de Serviços Públicos informou que a empresa substituta da Landfill, empresa que teve seu contrato cancelado por não ter apresentado durante o processo de licitação os documentos necessários, deve ser conhecida somente após a conclusão do processo de licitação.
E admitiu que existe a possibilidade da Enob retornar ao posto que havia deixado no dia 6 deste mês. De acordo com a gestão Guti, a escolha será realizada entre as empresas que participaram da última licitação, que foi impugnada pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP).

Antônio Boaventura
[email protected]

Foto: Ivanildo Porto