Professores da rede municipal reclamam da qualidade da carne servida aos alunos

Professores da rede municipal de ensino revelaram ao HOJE que a carne servida na merenda escolar possui qualidade duvidosa. Já a Prefeitura de Guarulhos, por meio da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Secel), revelou que o valor do atual contrato de fornecimento custa aos cofres municipais a quantia de R$ 7,5 milhões.

Por problemas relacionados à qualidade da carne fornecida, a gestão Guti substituiu a BW Foods Brasil Comercial pela Prime Refeições e Serviços Eirelli. O contrato com esta empresa teve início no último dia 7 e se encerra em maio do próximo ano pelo custo de R$ 7 469.100,00.
A administração municipal informou que o fornecedor disponibiliza para a rede municipal carnes do tipo patinho moído, patinho cubos/iscas e paleta em cubos. Ela também reforça que, de acordo com o contrato, a carne deve ter um percentual máximo de 10% de gordura, em caso de inconformidade são adotadas as devidas providências contra qualquer possível irregularidade.

Em contrapartida, a Secel afirma que ao tomar ciência de casos de inconformidade, é realizada a devida notificação ao respectivo fornecedor sobre todas as reclamações recebidas e solicita a troca do produto. Além disso, é solicitado às unidades escolares encaminhamento via memorando ou ofício das reclamações para encaminhar ao Departamento de Licitação e Contratos para adoção das medidas contratuais cabíveis.

Reportagem: Antônio Boaventura
[email protected]