Maior deslocamento urbano do país fica entre Guarulhos e São Paulo

No total foram 146,3 mil pessoas que diariamente se deslocaram entre Guarulhos e a capital para trabalhar e estudar em 2010. O dado está em estudo inédito “Arranjos Populacionais e Concentrações Urbanas do Brasil”, divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Segundo o levantamento, a grande maioria, 118.020 pessoas, sai de Guarulhos para trabalhar ou estudar em São Paulo e 28.310 fazem o sentido contrário.

O fluxo entre as duas cidades é o maior do país, de acordo com o IBGE, seguido da ligação entre Osasco e São Paulo (112,4 mil).
Na sequência estão os deslocamentos no Rio de Janeiro, entre os municípios de Niterói e São Gonçalo (120,3 mil), Duque de Caxias e Rio de Janeiro (119,0 mil) e entre Nova Iguaçu e Rio de Janeiro (109,6 mil).

Na Grande Concentração Urbana, cujo núcleo é a cidade de São Paulo, com 36 municípios (incluindo a capital), 1,7 milhão de pessoas saem da cidade onde moram para trabalhar ou estudar. O estudo revelou, ainda, que apesar de separados por aproximadamente 430 quilômetros de distância, o eixo Rio de Janeiro–São Paulo apresenta um movimento de 13,4 mil pessoas entre seus arranjos, 57,7% delas se deslocando somente em função do trabalho e 40,5% somente devido ao estudo.

Em 2010, mais da metade da população (55,9%) morava nos municípios que estão dentro desses arranjos populacionais. São 106,8 milhões de pessoas em 294 arranjos, formado por 938 municípios.