A busca por Deus através da caridade nos cultos afro

“A vontade das pessoas aprenderem e conhecerem o poder da fé está muito grande nos dias de hoje. Antigamente não víamos isso, mas agora percebemos que, principalmente a Umbanda, é a religião da vez”. As palavras de Carlos Roberto Salun (Pai Salun), presidente da Federação de Umbanda e Candomblé do Estado de São Paulo (Fucesp) – entidade fundada em 1953 e com sede em Guarulhos -, refletem o crescimento das religiões afro-brasileiras atualmente. Segundo o IBGE há cerca de 4.794 guarulhenses que têm nessas religiões o seu encontro com Deus.

A Fé em Guarulhos
Católicos 649.919
Evangélicos 346.516
Sem religião 131.138
Espíritas 36.929
Outras religiosidades cristãs 16.909
Testemunhas de Jeová 15.441
Não determinada e múltiplo pertencimento 7.304
Candomblé/Umbanda 4.794
Budismo 4.614
Novas religiões orientais 2.861
Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias 1.869
Não sabe 1.589
Islamismo 571
Tradições esotéricas 387
Espiritualista 212
Judaísmo 204
Outras religiões orientais 103
Tradições indígenas 14
* Dados Censo 2010